A Apple tem os AirPods, a Samsung, os Galaxy Buds, e a Microsoft os Surface Earbuds. Para não ficar de fora, o Google apresentou nesta terça-feira (15) os Pixel Buds.

Os Pixel Buds originais foram lançados em 2017 e, diferente dos seus competidores, eles tinham um cabo entre os fones. Isso os desqualificava como fones de ouvido completamente sem fio e, infelizmente, eles eram bem ruins. Não só o cabo atrapalhava para colocá-lo no case de carregamento, mas a conexão deles ao telefone era péssima. Além disso, os controles por toque eram bem delicados.

Desta vez, no entanto, os novos Pixel Buds se livraram dos fios, mas também resolveram alguns dos problemas que tivemos com os Pixel Buds originais. Como você pode imaginar, eles contam com integração do Google Assistente. Como seu predecessor, você também pode usar os Buds para traduzir algo — embora na prática, isso fosse um pouco esquisito nos Buds originais.

Pixel Buds na orelha

O interessante é que os novos Buds contam com uma conexão Bluetooth de longo alcance, que o Google diz que possibilitará que você possa executar comandos mesmo longe do aparelho. Em um campo aberto, eles podem conectar-se com um smartphone do outro lado de um campo de futebol americano. Já em lugares fechados, o Google promete conexão a uma distância de até três cômodos.

A duração da bateria é de 5 horas, embora o Google diga que pode durar até 24 horas com o estojo de carregamento sem fio. Em termos de som, eles têm ajuste dinâmico de volume, dependendo do seu ambiente.

O Google também enfatizou que eles pensaram muito sobre colocar todos esses componentes em um novo design — um vídeo durante a apresentação os descreveu como “computadores flutuantes”. Eles não têm exatamente tecnologia para cancelamento de ruído; o Google descreveu o recurso como “isolamento de ruído”. Basicamente, há uma pequena abertura para permitir a entrada de ar externo. Supostamente isso cria um Pixel Bud mais confortável, mas teremos que experimentá-lo para ver se isso faz sentido mesmo.

Infelizmente, os Pixel Buds não estarão disponíveis tão cedo. O Google disse que eles começarão a ser vendidos durante a primavera no hemisfério norte (entre março e junho) em 2020 com preço sugerido de US$ 180 (cerca de R$ 750).