Em uma nova tentativa de se conectar com a população, o governo do presidente Michel Temer lançou nesta semana um canal no YouTube voltado para o público infantil — e não, ele não faz parte dos vídeos impróprios destinados a crianças que pipocaram na rede há um tempo.

O problema de vídeos impróprios para crianças no YouTube é pior do que imaginávamos
Um vlogueiro idiota achou que seria uma boa ideia publicar o corpo de uma vítima de suicídio

Apresentado nessa terça-feira (20) para representantes dos ministérios durante uma reunião, o canal ‘Coisas que Merecem um Like’ é a última iniciativa do administrativo para aproximar governo e cidadão. A estratégia “envolve uma atuação bem mais forte em mídias sociais”, segundo informações d’O Globo.

A animação – de gosto um tanto duvidoso – mostra a vida de duas crianças chamadas…. (respira) Enzo e Valentina.

O canal é voltado para crianças de oito a 12 anos de idade e o primeiro e único vídeo disponível até então contava, até o fechamento deste texto, com menos de mil visualizações desde o lançamento na terça.

Sujeira em lugares inusitados. (Créditos: captura de tela/YouTube)

Cidadania

O desenho tem pouco menos de dois minutos e mostra os personagens Enzo e Valentina limpando o quarto do garoto, que está muito sujo. No desenvolvimento da história, os personagens ressaltam a importância da arrumação e da limpeza dentro e fora de casa – a ideia por trás do canal é discutir questões de cidadania, como o uso do espaço público. Isso e, claro, eles também pedem por curtidas e inscritos, como todo bom vlogueiro.

Os nomes, que são motivo de piada na internet, foram escolhidos por serem populares atualmente, segundo afirma o governo – de acordo com informações do site BabyCenter, que utiliza uma base de mais de 360 mil cadastros em seu site e aplicativo, o nome Enzo se classificou em 10º entre nomes para meninos mais populares de 2017, enquanto Valentina ficou em 4º na categoria para meninas.

O governo não divulgou qual a pasta responsável pela iniciativa e nem o custo para manter o projeto, mas, segundo informações do Estado, a primeira temporada terá de 24 a 28 episódios, com novos vídeos toda segunda, terça e sexta, sempre às 18h.

Resta saber se a pauta de Enzo e Valentina continuará apenas em questões de cidadania, ou se o canal será usado para defender campanhas políticas, como ocorreu anteriormente próximo do impeachment do mandado da ex-presidente Dilma Rousseff.

E, ainda assim, por mais virtuosa que possa ser a ideia, talvez não seja uma boa hora de promover youtubers, mesmo que estes existam apenas dentro de uma animação.

Imagem de topo: captura de tela/YouTube