Um hacker invadiu a câmera de segurança Ring de uma família do Mississippi e usou a função de alto-falante para assustar a criança de 8 anos, informou a WMC, afiliada local da CNN, nesta semana. Este incidente é o mais recente de uma série de hacks de dispositivos Ring relatados, em que estranhos aterrorizam os usuários por meio desses aparelhos. É também mais um entre os milhares de motivos para você abrir mão de uma câmera Ring.

A câmera só estava funcionando há quatro dias quando ocorreu o incidente, em 4 de dezembro. O aparelho tinha sido adquirido em uma promoção de Black Friday, disse a mãe da menina, Ashley LeMay, à WMC. Enquanto o marido estava em casa e ela estava fora, sua filha de 8 anos, Alyssa, ouviu algo vindo do quarto e foi investigar.



O hacker estava aparentemente tentando ser o mais assustador possível. Dá para ouvir a versão de “Tiptoe through the Tulips” de Tiny Tim tocando no alto-falante da câmera enquanto ela entra na sala, de acordo com as imagens obtidas pela WMC (que você pode assistir aqui).

Quando ela pergunta quem está lá, a voz de um homem responde: “Eu sou seu melhor amigo. Eu sou o Papai Noel. Você não quer ser minha melhor amiga?”. Claramente abalada neste momento, ela chama sua mãe enquanto o estranho continua a provocá-la e a pede para arrumar seu quarto, de acordo com o relatório da WMC. Parece uma cena de Atividade Paranormal. Ou o pesadelo de qualquer pai.

“Eu assisti o vídeo e meu coração… eu nem assisti até o final, quando ela está gritando ‘mamãe, mamãe’ antes de eu entrar correndo”, disse LeMay à WMC. Ela então desconectou imediatamente o dispositivo.

A Ring não respondeu imediatamente ao pedido de comentário do Gizmodo, mas um porta-voz da empresa garantiu à CNN que o hacker não invadiu a porta de segurança da Ring.

“A confiança do cliente é importante para nós e levamos a segurança de nossos dispositivos a sério. Enquanto ainda estamos investigando esse problema e estamos tomando as medidas apropriadas para proteger nossos dispositivos com base em nossa investigação, podemos confirmar que esse incidente não está relacionado a uma violação ou comprometimento da segurança da Ring”, disse um porta-voz da empresa à CNN.

Em vez disso, a empresa culpou a segurança fraca da conta por parte da família como uma causa provável, acrescentando que: “Como precaução, incentivamos muito e abertamente todos os usuários da Ring a habilitarem a autenticação de dois fatores em sua conta, adicionarem Usuários Compartilhados (em vez de compartilhar credenciais de login), usar senhas fortes e alterar suas senhas regularmente”. LeMay disse à WMC que não possuía autenticação de dois fatores configurada em seu dispositivo.

De acordo com uma investigação do Motherboard, os hackers desenvolveram um software destinado a explorar esses pontos fracos de segurança especificamente para invadir contas Ring, acessar qualquer dispositivo conectado e causar estragos.

E esse não é o primeiro incidente da Ring envolvendo questões de privacidade. Vários relatos obtidos pelo Gizmodo detalharam o extenso e controverso relacionamento da empresa com os departamentos de polícia locais, que desde então fez com que a empresa de propriedade da Amazon fosse criticada pelo governo dos EUA.

Um grupo de cinco senadores escreveu uma carta ao chefe da Amazon, Jeff Bezos, no mês passado, exigindo saber mais sobre como a empresa está protegendo os dados de seus usuários.

Além de compartilhar os vídeos dos usuários com autoridades e sua equipe de pesquisa baseada na Ucrânia, a Ring já enfrentou problemas por expor as senhas de wi-fi domésticos dos usuários a hackers e, possivelmente, não evitar que os funcionários usassem câmeras instaladas para espionar os usuários.