por Felipe Ventura

A Huawei anunciou o Mate 8 em novembro, um smartphone cujo processador quebra recordes de desempenho e consome menos energia. Ele deu as caras na feira CES, e nós o testamos.

Leia mais sobre a CES 2016:
>>> Lenovo ThinkPad X1 Yoga: um laptop mais fino, mais resistente e agora com tela OLED
>>> Faraday Future quer desafiar Tesla com carro elétrico parecido com Batmóvel

O Huawei Mate 8 é um dispositivo premium, e dá para notar ao segurá-lo: o corpo de alumínio é agradável ao toque e não escorregou da minha mão nos testes, apesar do tamanho – são 6 polegadas. As bordas permitem segurá-lo firmemente, e o vidro 2.5D levemente curvado nas bordas melhora a ergonomia.

huawei mate 8 ces (5)

O processador Kirin 950 mantém tudo funcionando rápido, abrindo apps e alternando entre eles sem engasgos. Ajuda o fato de a tela possuir uma resolução “apenas” Full-HD. Por dentro, temos 3 GB/4 GB de RAM, dependendo do modelo; e 32 GB a 128 GB de armazenamento com suporte a microSD.

Na traseira, temos uma câmera com 16 megapixels, estabilização óptica de imagem e sensor 1/2,8″ da Sony. Ela se saiu relativamente bem tirando fotos em condições ruins de iluminação na feira (tamanho original):

dav

O Mate 8 roda Android 6.0 Marshmallow com uma personalização da Huawei chamada EmotionUI 4.0. Ele basicamente dá uma cara de iOS ao sistema: não há gaveta de apps – todos ficam em pastas na tela inicial – e a área de configurações é terrivelmente semelhante à de um iPhone.

huawei mate 8 ces (2)

Assim como o Nexus 6P, feito pela Huawei, o Mate 8 possui um leitor de digitais na traseira. E ele é rápido: basta encostar o dedo no círculo abaixo da câmera, e a tela se acende e o celular é desbloqueado em menos de um segundo – é bem surpreendente.

huawei mate 8 ces (1)huawei mate 8 ces (4)

O smartphone tem bateria não-removível de 4.000 mAh com suporte a carregamento rápido (até 37% de bateria em 30 minutos). Não temos aqui uma porta USB Type-C – é uma entrada microUSB comum.

A Huawei havia detalhado seus planos de lançamento na China, e revelou durante a CES os outros países que receberão o Mate 8. Ele vai custar 599 euros (~R$ 2.600) pela versão 3GB/32GB e 699 euros (~R$ 3.000) pela versão 4GB/64GB, e chegará a trinta países na Europa ocidental, México e Austrália – o Brasil não está na lista.

Confira abaixo os principais lançamentos da CES 2016: