O Google anunciou nesta quarta-feira (6), uma parceria com a Companhia de Engenharia de Tráfego do Rio de Janeiro (CET-Rio) que visa melhorar a operação dos semáforos da cidade com o uso de inteligência artificial.

Conduzido por engenheiros do Google, o projeto tem como foco estudar e prever condições do tráfego e o tempo gasto nos cruzamentos nas cidades. A partir desses dados de mobilidade, pretende-se treinar modelos baseados em inteligência artificial para melhorar e coordenar o fluxo de trânsito.

O Rio de Janeiro será a primeira cidade a aplicar resultados de estudo feito pela companhia em Israel. Além dessa novidade, o projeto também tem o objetivo de promover a redução de emissões de carbono ao longo do tempo.

“Temos conduzido essa pesquisa piloto em Israel para prever as condições de tráfego e melhorar o sistema de semáforo. Até agora, estamos observando uma redução de 10-20% no consumo de combustível e no tempo de atraso nos cruzamentos. Estamos animados em expandir esse piloto para o Rio de Janeiro e outras cidades”, disse Sundar Pichai, CEO do Google e da Alphabet no blog da companhia.

Eduardo Paes, prefeito do Rio de Janeiro também comentou sobre a parceria. “A combinação entre dados e tecnologias do Google, como o Google Maps, e informações da CET-Rio vai permitir melhorar os tempos dos sinais da cidade com mais agilidade e, assim, o cidadão ficará menos tempo preso no trânsito. E ainda é bom pro meio ambiente, pois contribui para reduzir a emissão de gases poluentes”, disse o prefeito da cidade carioca.

Assine a newsletter do Gizmodo

Ferramentas de inteligência artificial têm sido grandes aliadas na mobilidade urbana das grandes cidades nos últimos anos. Examinar informações de trânsito em tempo real pode ajudar a população planejar rotas mais eficientes.

De acordo com a empresa, o projeto com o Rio de Janeiro deve começar a ser implementado já nos próximos meses.