Uma das principais discussões nos países que estão se preparando para receber as vacinas contra Covid-19 é quem serão os primeiros da fila. Enquanto a maioria opta por priorizar profissionais de saúde e idosos, a Indonésia decidiu adotar uma estratégia diferente e incluiu influenciadores do Instagram no grupo dos primeiros a serem imunizados.

Raffi Ahmad é uma celebridade da TV Indonésia de 33 anos e que acumula 50 milhões de seguidores no Instagram. Na quarta-feira (13), ele publicou um vídeo do momento em que recebeu a vacina, com uma legenda pedindo para as pessoas não terem medo.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Raffi Ahmad and Nagita Slavina (@raffinagita1717)

A Indonésia contabiliza 869 mil casos e 25 mil mortes por Covid-19, sendo o país que apresenta o cenário mais grave da doença no Sudeste Asiático. Além do ceticismo em relação à segurança e eficácia da vacina, há questões relacionadas a religião. Sendo a nação com a maior população islâmica do mundo, muitos cidadãos questionam se o imunizante é permitido pelos princípios e jurisprudência do Islamismo.

Uma pesquisa realizada no último mês revelou que 37% dos indonésios pretendem se vacinar, enquanto 40% afirmaram que considerariam a ideia, e 17% se recusam a tomá-la. A vacina que está sendo aplicada no país inicialmente é a CoronaVac, a mesma que será distribuída em São Paulo, com estudos no Brasil, Indonésia e Turquia confirmando uma eficácia entre 50% e 91%.

O Ministro da Saúde da Indonésia, Siti Nadia Tarmizi, não informou quantos influenciadores receberiam a vacina, afirmando apenas que a decisão era parte de uma estratégia de comunicação do governo. Na quinta-feira (14), os cantores Ariel, da banda Noah, e Risa Saraswati também vão receber a vacina. Ahyani Raksanagara, diretor da agência de saúde Bandung, afirmou à Reuters que a expectativa é que os artistas transmitam mensagens positivas e influenciem as pessoas a se vacinarem, especialmente a população jovem.

Apesar das intenções do governo, o plano não parece ter saído como o esperado. Após receber a vacina, Raffi se tornou alvo de críticas devido a fotos que foram divulgadas mostrando ele sem máscara se divertindo com amigos apenas algumas horas depois de se vacinar. A imunidade, no entanto, não é imediata, e a recomendação é que os protocolos de saúde continuem sendo seguidos.

Conforme Zubairi Djoerban, da Associação Médica Indonésia, afirmou à agência de notícias, a estratégia de usar influenciadores para serem “agentes da mudança” só funcionaria se o governo tivesse feito um trabalho de conscientização com esses artistas previamente.

Após o incidente, Raffi se desculpou publicamente e a polícia está investigando se as ações do influenciador violaram a lei do país.

[Reuters]