O TikTok vem se popularizando cada vez mais entre jovens, atingindo o terceiro lugar entre as plataformas mais utilizadas, segundo um estudo publicado recentemente. O Instagram parece determinado a manter sua liderança e, para isso, decidiu incorporar alguns recursos do próprio TikTok. A rede social está lançando nesta terça-feira (12) um teste exclusivo no Brasil do recurso Cenas, uma ferramenta dentro do Stories que permite criar vídeos curtos com música.

A novidade funciona da mesma forma que outras ferramentas já disponíveis no Stories. Basta acessar a câmera pelo próprio aplicativo do Instagram e criar o seu vídeo personalizado. Depois, esse conteúdo pode ser compartilhado com a sua lista de Melhores Amigos ou no Direct. Nessa fase de testes, algumas Cenas também serão destacadas na aba Explorar.

Imagem: Divulgação

Segundo o Instagram, o novo recurso vai disponibilizar as seguintes ferramentas:

  • Música: é possível selecionar uma música a partir da biblioteca do Instagram para incluir na Cena;
  • Velocidade: permite acelerar ou diminuir a velocidade de um vídeo, facilitando na hora de fazer sincronização labial ou criar vídeos em câmera lenta;
  • Temporizador e contagem regressiva: auxilia na hora de gravar com as mãos livres e sincronizar com a música;
  • Ferramenta Fantasma: permite sincronizar diferentes trechos, ordenas as gravações para fazer alterações personalizadas e gravar com várias pessoas.

Imagem: Divulgação

De acordo com o comunicado divulgado pelo Instagram, a ideia de lançar a ferramenta Cenas surgiu após observarem a popularidade dos recursos de Música na plataforma. A rede social afirma que mais da metade dos usuários do Stories viu um adesivo de Música no último mês nos países em que o recurso está disponível.

O movimento é uma estratégia inteligente, visto que o Instagram está aproveitando a sua extensa base de usuários para oferecer a eles um recurso muito popular sem que eles precisem recorrer a uma plataforma concorrente para isso, compartilhando com sua lista de seguidores já existente.

De acordo com o TechCrunch, o diretor de gerenciamento de produtos do Instagram Robby Stein afirmou que o motivo de iniciarem o teste no Brasil se deve ao fato de o país ter uma grande quantidade de usuários da plataforma, com uma profunda cultura musical e uma comunidade criativa em ascensão.