A Apple lançou o beta público do iOS 11 e todo mundo pode testá-lo. Mas não dá para se animar muito. É claro que o seu iPhone ou iPad será o mais legal e atualizado da turma de amigos se você rodar a nova versão do software antes deles, mas haverá consequências.

• As melhores funções do iOS 11 que você provavelmente ainda não viu
• iOS 11: Todas as belas novas funções chegando para seu iPhone e iPad

Primeiro que nem todos os dispositivos da Apple rodam o iOS 11. Ele funciona com o iPhone 5s ou mais recente, iPad de quinta geração pra frente, iPad Mini 2 ou mais novo e com o iPad Air (1 ou 2). Você também pode instalar a nova versão do sistema no iPod Touch de sexta geração. Dá para checar a lista completa de dispositivos compatíveis aqui.

O próximo passo é fazer um backup completo do seu aparelho. Você até consegue voltar para o iOS 10 se a sua experiência com o iOS 11 for muito instável e cheia de bugs, mas fazer isso não é exatamente fácil. Neste link você tem as instruções para fazer o backup reverter a atualização. Mas antes de pensar em instalar o beta público do iOS 11, é preciso entender que essa é uma versão cheia de erros. Até que o software ganhe sua versão final, você pode esperar um celular mais lento, com aplicativos fechando o tempo todo e com autonomia de bateria menor do que está acostumado. Eu aconselharia que você rodasse a versão mais recente do sistema em um dispositivo secundário, para evitar que sua experiência no dia a dia seja comprometida.

Se tudo isso soa bem para você, basta acessar a página do Apple Beta Software Program direto no dispositivo que você pretende instalar o iOS 11. Depois, clique em “Sign Up” e faça o login com suas credenciais Apple ID. Concorde com os termos, navegue até a aba “iOS” e faça o download do iOS 11. O seu dispositivo irá baixar o “Perfil” e aí é só clicar para instalar e esperar o celular reiniciar. Quando ele ligar de novo, procure por atualizações do sistema e aí o aparelho irá baixar a última versão do iOS 11 beta.

Imagem do topo: Apple / Gizmodo