Quando estamos falando da atual linha de smartphones da Apple, o iPhone XS e o XS Max ganhar maior parte da atenção graças a recursos como câmeras duplas, designs mais luxuosos e telas vívidas de OLED. Mas o iPhone XR é a verdadeira estrela da companhia. Isso porque, pelo segundo trimestre seguido ele segue como o telefone mais vendido feito pela Apple.

Isso segundo a empresa de pesquisa de mercado CIRP (Consumer Intelligence Research Partners), que coletou os dados mostrando que de 1º de janeiro de 2019 até o fim de março, o iPhone XR foi responsável por 38% de todos os iPhones vendidos nos Estados Unidos.

Superficialmente, esses números podem parecer óbvios, já que o iPhone XR de US$ 750 é significativamente menos caro que um iPhone XS, de US$ 1 mil. Mas isso também ressalta certas tendências interessantes sobre as vendas de iPhone.

Isso porque, embora o iPhone XR tenha representado 38% das vendas de iPhones nos Estados Unidos, o iPhone XS foi responsável por menos de 10%, segundo os dados da CIRP. Essa é uma grande queda em comparação com os mais de 15% de venda que o iPhone X conseguiu no primeiro trimestre de 2018.

Enquanto isso, apesar de um preço levemente mais alto, começando em US$ 1.100, o iPhone XS Max teve vendas aproximadamente três vezes maiores do que as do iPhone XS, algo que poderia confirmar a sensação de que os fãs da Apple vinham esperando ansiosamente pela chegada de um iPhone com tela verdadeiramente grande.

Além disso, as vendas de iPhone 8 e iPhone 8 Plus caíram em cerca de 50%, o que sugere que as pessoas talvez estejam se acostumando com a ideia de abandonar o Touch ID em favor de um design renovada e de telas com bordas menores.

O CIRP também apontou que o iCloud segue sendo o serviço mais popular da Apple, com cerca de 50% de todos os compradores de iPhone optando por algum nível de armazenamento pago na nuvem. O CIRP atribui isso à facilidade de assinatura do iCloud combinada com sua capacidade de funcionar como alternativa para a falta de um armazenamento nativo. Diferentemente de outros telefones topo de linha de preço parecido, como o Samsung Galaxy S10e, com 128 GB de armazenamento de base, o iPhone XR vem com apenas 64 GB de armazenamento básico, sem a possibilidade de adicionar mais por meio de cartão microSD.

Com dados como esses destacando a popularidade do menos caro iPhone XR, será interessante ver como isso afeta o preço de futuros iPhones, especialmente com todos os rumores sobre um possível reboot do iPhone SE chegando neste ano e de que a Apple deve vender iPhones mais baratos.