Antes de sequer imaginarmos um mundo com Spotify ou Deezer, existia o Winamp. O player popular entre usuários do Windows era um sucesso: podia ter sua aparência personalizada, extraia músicas de CDs e criava listas de reprodução. 

Apesar de ter caído em desuso com a chegada de novas tecnologias, agora ele está de volta: os desenvolvedores lançaram, em 26 de julho, a versão 5.9 RC1 do queridinho dos millennials. 

Ao todo, foram 4 anos de desenvolvimento, com alguns hiatos forçados pela pandemia. A interface continua muito parecida com a original – bem característica da década de 2000. O que muda é a base do código, que saiu do Visual Studio 2008 para o Visual Studio 2019 – obviamente com muito mais recursos, que estão sendo adicionados aos poucos. 

Essa versão do Winamp também não suporta mais Windows XP, Windows Vista e versões anteriores. Funciona em versões mais recentes desde o Windows 7 SP1 – ou seja, é 100% compatível com o Windows 11

Download liberado 

Sim, a nova versão do Winamp já está disponível! Para baixar, basta acessar esta página. O site Bleeping Computer alertou que alguns antivírus estão detectando o link como um “software malicioso”, mas, na realidade, trata-se de um falso positivo. 

Conseguiu baixar? Agora é hora de personalizar o novo player favorito e mergulhar em uma experiência nostálgica. 

Lembre-se: esta não é a versão final do Winamp, mas sim “Realse Candidate” – ou seja, ainda não está pronta para a implantação geral do público e pode sofrer alterações durante o uso. 

A versão final promete suporte para formatos .opus (como os áudios de WhatsApp, por exemplo) e arquivos .ogv e .ogm. Outros formatos são o TS, H.265, HLS e VP9, além de suporte para serviços online.