Esqueça o Moto X. A nova marca topo de linha da Lenovo agora é a Moto Z, apresentada hoje (9) durante evento da companhia em San Francisco, nos Estados Unidos. Foram exibidos dois novos aparelhos “modulares”: o Moto Z e o Moto Z Force.

>>> Lenovo Phab 2 Pro é um gigante de 6,4 polegadas com a realidade aumentada do Google Tango

Os smartphones têm praticamente as mesmas especificações de hardware. Vamos começar pelo o que é comum a eles: ambos têm tela de 5,5 polegadas Quad HD Amoled, processador Qualcomm Snapdragon, 820, memória RAM de 4 GB, leitor de digital (iguais aos do Moto G de quarta geração que parece um botão, mas não é) e opções de armazenamento de 32 GB e 64 GB com possibilidade de expansão de até 2 TB com cartão microSD.

O Moto Z tem uma bateria de 2.600 mAh (que promete até 30 horas de autonomia) e câmera de 13 megapixels com lente de f /1.8 e estabilização óptica. Já o Z Force conta com uma câmera de 21 megapixels, bateria de 3.500 mAh  (que promete até 40 horas de autonomia) e é à prova de queda. A marca, inclusive, promete que se cair no chão, a tela do aparelho não vai trincar.

Moto Z In Situ Photography

Os aparelhos são finíssimos: o Moto Z tem 5,19 mm de espessura, enquanto o Moto Z Force conta com 6,9 milímetros. No entanto, isso tem um preço, pois foi removido um recurso bastante usado nos smartphones. Os aparelhos não contam com o conector de fone de ouvido de 3,5 milímetros. Logo, quem se interessar por um deverá usar um fone de ouvido Bluetooth ou usar um adaptador USB-C — a versão americana do aparelho vai vir com uma espécie de “rabicho” para as pessoas usarem fones de ouvido com fio.

Moto Z In Situ Photography

“Modular”, pero no mucho

A marca incluiu nos dois smartphones uma conexão de 16 pinos que permite a instalação de módulos, chamados Moto Mods — nada parecido com o Project Ara, do Google Durante a demonstração dos aparelhos nos EUA, foi anexado a um Moto Z uma caixa de som da JBL.

motozmods

Será possível ainda colocar módulos de bateria ou mesmo anexar aparelho que consegue projetar imagens em uma parede de até 70 polegadas. A empresa espera que mais desenvolvedores desenvolvam dispositivos.

modulos-motomod

O lançamento nos Estados Unidos está previsto para o verão no Hemisfério Norte. Mundialmente, os smartphones chegarão em setembro. Já os Moto Mods serão lançados juntos com os novos dispositivos.

Atualizado às 17h58.