Uma mulher britânica de 42 anos foi ao oftalmologista porque sua pálpebra esquerda começou a inchar e doer. Os médicos perceberam que sua pálpebra tinha se inclinado um pouco. Mas não era uma novidade para a mulher – ela teve a pálpebra caída por um tempo e estava acostumada com isso.

• Cirurgiões ficam espantados ao encontrar 27 lentes de contato no olho de uma paciente
• Depois de oito dias coçando o olho, mulher descobre infestação com 14 vermes

Depois de uma ressonância magnética, os médicos puderam ver um nódulo se formando sob a pálpebra da paciente. Quando os cirurgiões a operaram, romperam o cisto e encontraram uma lente de contato lá dentro. O caso foi publicado na semana passada no periódico BMJ Case Reports.

A lente de contato estava totalmente intacta, preservada dentro do tecido. Era uma lente rígida gás permeável, também conhecida como lente rígida – que é pouco mais durável do que a maioria dos outros tipos de lente de contato.

Mas a mulher não usava lentes rígidas gás permeáveis há quase três décadas. Não desde… O incidente.

A descoberta alarmante da lente escondida sob a pálpebra lembrou a mãe da mulher de um incidente que havia acontecido 28 anos antes, de acordo com o artigo dos médicos. Quando a paciente tinha 14 anos, ela estava jogando badminton e uma peteca a atingiu no olho esquerdo.

Ela usava lentes de contato na época, mas não estava em seus olhos após o acidente. A família pensou que ela havia caído. A mulher nunca usou esse tipo de lente depois daquele fatídico dia.

Imagem: BMJ Case Reports

Portanto, de acordo com o estudo de caso, “pode-se inferir que a lente migrou para a pálpebra e residiu lá assintomática por 28 anos”.

Sua visão não parece ser afetada pela lente em sua pálpebra, ou pelo cisto que ele causou.

[BMJ Case Reports/Global News]

Imagem do topo: Getty