Randal Monroe, do XKCD, fez um novo mapa que mostra o mundo pela perspectiva do fuso horário. Cada país foi espremido em suas zonas, e o resultado é bem curioso.

• A superpopulação é um mito?
• Qual o ponto mais inacessível da Terra?

Em princípio, os fusos horários são baseados na posição do Sol em relação à superfície da Terra, mas a maioria dos países escolhe um fuso que funciona melhor para si. A China, por exemplo, tem apenas um fuso, mesmo que sua área cubra cinco horários diferentes. O Canadá tem seis fusos, o Brasil, três, e a Rússia, incríveis 11. Outros países, por fins geográficos ou comerciais, escolhem determinadas zonas para tornar as coisas um pouco mais fáceis.

E, como mostra o mapa de Monroe, o globo fica bem esquisito quando os formatos dos países são modificados para se acomodarem dentro dos fusos.

A China, com seu único horário, é completamente esmagada, enquanto a Groenlândia – com territórios orientais que utilizam vários fusos – fica com uns bracinhos estranhos. Finlândia, Mongólia, e a República Democrática do Congo ganham uma representação geográfica desproporcional, enquanto a Argentina e o Chile parecem palitos. O Brasil, Canadá e os Estados Unidos parecem razoavelmente racionais, enquanto a Rússia, com seus fusos distorcidos, fica praticamente irreconhecível.

time-zones

O mapa acima é a versão que mostra os 24 fusos horários e como os países decidiram se encaixar.

[xkcd via Flowing Data]

Imagens: XKCD