A Apple vai lançar um relógio de pulso inteligente. Ou, pelo menos, é o que rumores dizem há tempos. Os detalhes são escassos, mas há diversos sinais de que veremos este smartwatch no futuro. O mais recente? A solicitação da marca iWatch no Brasil.

Em junho, a Apple fez o pedido da marca “I WATCH” ao INPI, nessa grafia mesmo. No entanto, o pedido 840532792 só foi publicado hoje. Como sempre, outras empresas terão 60 dias para se opor ao registro. Mas será que veremos o mesmo drama da marca iPhone no Brasil?

É possível! A marca “IWATCH” já foi requisitada este ano por outra empresa, em abril – antes de a Apple fazer o pedido. Ela é restrita a apenas um tipo de produto: um “relógio-celular”. Ou seja, se o pedido 840495617 for deferido, a Apple pode ter problemas no futuro.

Também há uma chance de oposição vinda da Dell, dona da Quest Software, que possui a marca “I/WATCH” no Brasil. No entanto, ela está restrita a “programas de computador de qualquer área gerencial ou não de uma empresa, bem como a consultoria dos serviços prestados” – algo longe de um smartwatch.

A marca “I WATCH” foi requisitada três vezes no ano 2000 por outras empresas, porém todos os pedidos foram negados por motivos diversos.

Este é mais um sinal indicando que a Apple prepara um relógio de pulso inteligente. Em julho, descobriu-se que ela registrou a marca iWatch em pelo menos sete países. Tim Cook já sinalizou que a empresa deve apostar em um dispositivo vestível, e rumores dizem que ele terá vidro curvado e será baseado no iOS. No entanto, ele não deve ser lançado tão cedo.

Resta ver se a Apple passará por uma dor de cabeça semelhante à da marca iPhone. Em setembro, após meses de disputa judicial, a Gradiente perdeu a exclusividade sobre a marca iphone; no entanto, ela ainda pode apresentar recurso. [INPI via Vítor Medina]


Pedido da Apple:

iwatch apple inpi


Pedido de Abraham Bauer:

iwatch abraham douer

Imagem: conceito de iWatch por Martin Hajek