Esta quinta-feira (16) foi um dia e tanto para a Microsoft. Numa tacada só, rolaram dois anúncios relacionados aos seus gadgets. O principal é que a companhia simplesmente parou de produzir alguns consoles Xbox antigos; e aproveitando que a faca estava afiada, a empresa também aproveitou para oficializar a morte do Kinect, que não vai mais funcionar nos novos consoles da Microsoft.

Tchau, Xbox One e Xbox One S All Digital

Sobre a interrupção de produção de consoles “antigos”, serão descontinuados o Xbox One e o Xbox One S All Digital. O primeiro está disponível desde 2017, enquanto o segundo passou a ser vendido no ano passado, como uma forma de oferecer um console um pouco mais acessível sem unidade óptica.



Apesar do anúncio, a empresa reforçou que continuará a vender o Xbox One S padrão com unidade óptica.

Como nota o Gizmodo ES, é curioso este movimento de pausar a produção de dois videogames antes que seu sucessor chegue, ainda mais pelo fato desses “consoles antigos” suportarem games do Xbox Series X pelos próximos dois anos.

Não temos uma data certa para o lançamento do Xbox Series X. Só sabemos que ele deverá ser lançado até o final deste ano.

Tchau, Kinect

Quanto ao Kinect, o anúncio foi que o Xbox Series X não suportará o Kinect e a retrocompatibilidade não se estende aos jogos projetados para o periférico.

Câmera Kinect. Crédito: Microsoft

“Nossa intenção é que todos os jogos do Xbox One que não exijam o Kinect estejam funcionando no lançamento do Xbox Series X”, escreveu Phil Spencer, chefe de divisão de Xbox da Microsoft, em um blog post detalhando os planos do videogame — que também incluíam a data de lançamento do xCloud e sua integração com o Game Pass

E, caso isso não estivesse claro o suficiente, Spencer disse mais tarde ao Verge, em termos inequívocos: “não há como o Kinect funcionar” no Series X.

O anúncio não surpreende, dado o que a Microsoft revelou de seu próximo console até agora. Graças a imagens promocionais, sabemos há meses que o Series X não possui o tipo de porta proprietária para o Kinect que tem no Xbox One.

Os consoles mais novos da Microsoft, o Xbox One S e o Xbox One X, também não têm esta porta, mas os jogos Kinect ainda podem ser jogados por meio de um adaptador USB. Depois de matar o Kinect em 2017, a Microsoft descontinuou estes adaptadores no ano seguinte, então era de alguma forma lógico que eles não fossem compatíveis com os novos Series X.

Embora essas notícias estejam longe de serem chocantes, ainda parecem o fim de um capítulo curioso na história da Microsoft. Originalmente lançado como um acessório para Xbox 360 em 2010, o Kinect foi amplamente visto como uma resposta da Microsoft ao Nintendo Wii Remote, uma maneira de combinar controles de movimento e jogos (sem a chance de você atirar o controle na TV). No entanto, ele nunca teve o tipo de sucesso do Nintendo Wii e, quando o Xbox One foi lançado em 2013, seus sinais de morte já eram claros.

O periférico posteriormente encontrou uma segunda vida como um módulo para desenvolvedores, e sua tecnologia ajudou a formar a base do HoloLens, da Microsoft, mas como produto de consumo, o Kinect já está no cemitério dos gadgets há muito tempo.

Em um post no blog da Microsoft, Phil Spencer enfatizou que a grande maioria da biblioteca do Xbox ainda estará disponível no console Series X.

“Nossos engenheiros de retrocompatibilidade gastaram anos desenvolvendo maneiras inovadores e tecnologias modernas de última geração para tornar a biblioteca de jogos que você está montando ainda melhor, sem nenhum custo adicional e sem trabalho para os desenvolvedores”, escreveu.

É verdade que, de literalmente centenas de títulos, a falta do suporte ao Kinect afeta apenas algumas dezenas de jogos. E honestamente, alguém ainda estava jogando eles? A série Just Dance pode ser a única exceção, mas, como está disponível em praticamente todas as outras plataformas do mercado, acho que os fãs ficarão bem.

[Gizmodo ES e Gizmodo US]