Você provavelmente paga vários serviços de assinatura, como streaming de música, filmes e séries, plataformas de videogame e suíte de escritório. Se você sente falta do tempo em que você poderia comprar algo e aquilo realmente ser seu, a Microsoft tem planos de lançar uma nova versão do Office em 2021 cuja licença é permanente.

Observado primeiro pela PC Mag (via Windows Central), a Microsoft faz uma rápida menção ao Office em um blog post do Exchange em que é dito: “O Microsoft Office também terá um lançamento de licença perpétua para Windows e Mac na segunda metade de 2021”, diz a companhia. E só. Nada além disso, sem maiores detalhes.

Atualmente, há algumas formas de adquirir os programas do Office. Você pode acessá-los gratuitamente pela web, da mesma forma que faz com o Google Docs. Tudo que você precisa é uma conta da Microsoft.

Se você precisar de alguns dos programas offline e instalá-los direto em seu computador, há algumas formas de assinatura que darão acesso ao Word, Excel, PowerPoint, Outlook e a alguns outros programas e serviços.

Você pode também comprar uma licença para obter o Word, Excel e PowerPoint sem uma assinatura, embora não inclua o OneDrive e o Skype (mais especificamente, créditos Skype), porém ela custa R$ 500. Se você quiser algum outro programa da empresa, sem chance. Só via assinatura mesmo.

Se você é um estudante ou educador, é possível obter os programas do Office, junto com Skype e OneDrive, além de outros, na faixa com o Office 365 Education. No entanto, sua escola precisa ter um plano Office 365 Education para obter tal vantagem.

Vai ser interessante checar quais recursos a Microsoft acionará na lista de programas de produtividade no trabalho. Recentemente, a empresa adicionou algumas novas ferramentas de transcrição no Word online, mas não tem planos de trazê-las para o desktop (tomara que sejam incluídos nesta próxima versão). De qualquer forma, é um grande alívio ver que a Microsoft ainda oferecerá licenças vitalícias para alguns de seus programas em vez de se tornar um serviço 100% de assinatura. Se você for como eu, que usa muito o Microsoft Office, a economia pode ser muito boa no longo prazo.