Quem é o criador do Bitcoin? Este é um dos grandes mistérios em torno da famosa criptomoeda, que não é controlada por um governo ou entidade: afinal, essa pessoa supostamente teria US$ 400 milhões em moeda virtual.

Este mês, a Newsweek disse tê-lo encontrado: é Dorian Prentice Satoshi Nakamoto, um senhor de 64 anos que mora nos EUA. Mas ele voltou a negar tudo, e contratou um advogado para se defender das acusações.

“Eu não criei, nem inventei, nem trabalhei com Bitcoin. Eu nego incondicionalmente a reportagem da Newsweek”, diz Nakamoto em comunicado oficial, escrito com seu advogado Ethan D. Kirschner.

Primeiro, ele sugere que não poderia ter inventado o Bitcoin porque nem conhecia a moeda virtual:

A primeira vez que ouvi o termo “bitcoin” foi através do meu filho, em fevereiro de 2014. Depois de ser contatado por uma repórter, ele me ligou e usou a palavra, que eu nunca tinha ouvido antes… Em um debate que se seguiu com um repórter da Associated Press, eu chamei a tecnologia de “Bitcom”. Eu ainda não estava familiarizado com o termo.

Ele também diz que não sabe nada de criptografia nem moedas alternativas:

Minha formação é em engenharia elétrica. Eu também tenho a capacidade de programar… Não tenho nenhum conhecimento de criptografia, sistemas peer-to-peer ou moedas alternativas, nem nunca trabalhei com isso.

E se ele é o criador do Bitcoin com US$ 400 milhões em moeda virtual, por que ele teve que cortar a internet de casa para economizar dinheiro?

Eu não consigo encontrar trabalho fixo como engenheiro ou programador há dez anos… Eu interrompi meu serviço de internet em 2013 devido a graves dificuldades financeiras… Minhas perspectivas de emprego remunerado foram prejudicadas por causa do artigo da Newsweek.

Por fim, ele pede para ser deixado em paz:

Conto com a assistência de um advogado. Esta será a nossa última declaração pública sobre o assunto. Peço que agora respeitem nossa privacidade.

Ceticismo

Nakamoto é um senhor de 64 anos cuja história parece se encaixar com a do misterioso programador que criou o Bitcoin. Há muitos indícios levantados pela Newsweek, mas nenhuma prova cabal. E logo após a reportagem ser publicada, Dorian Nakamoto deu entrevista negando tudo.

Leah McGrath Goodman, a jornalista que tentou revelar Nakamoto, fez sua investigação por dois meses e diz ter muitas provas – algumas delas ainda não-divulgadas – indicando que ele é o criador do Bitcoin. Mas ela própria confessa a Salmon que “se eu lesse minha reportagem, ela não iria me convencer; eu ainda teria muitas perguntas”. Ela achava que a força da marca Newsweek, uma tradicional revista criada em 1933, seria o bastante para convencer as pessoas – mas não foi o caso.

Houve muito ceticismo por parte da comunidade Bitcoin, e por geeks em geral: a reportagem não conseguiu convencê-los. Eles preferiram acreditar, por exemplo, em uma mensagem deixada pelo “real” Satoshi Nakamoto na página da P2P Foundation.

i am not nakamoto bitcoin

No entanto, sua autenticidade ainda não foi confirmada. Josef Davies-Coates, da P2P Foundation, diz ao TechCrunch que não há como provar se o autor da mensagem é o criador do Bitcoin.

Além disso, há textos (como um e-mail e resenhas na web) escritos por “Dorian Nakamoto” que mostram um fraco domínio do inglês; o criador do Bitcoin, por sua vez, usa linguagem técnica e hábil.

Provar a identidade do criador seria muito difícil: como aponta Felix Salmon, mesmo que Dorian dissesse “sou o inventor do Bitcoin”, muitos só ficariam convencidos se ele provasse isso de forma criptográfica. Além disso, como nota a Wired, a comunidade Bitcoin nem quer saber quem ele é:

Embora muitos estejam curiosos sobre a verdadeira identidade do homem que fundou o projeto com o nome de Satoshi Nakamoto, muitos também estão bem confortáveis ​​com o anonimato dele. Na verdade, este anonimato se tornou uma parte essencial da evolução do Bitcoin… o anônimo Satoshi [seria] muito inteligente para nunca ser identificado, e muito cool para gastar seus supostos US$ 400 milhões em bitcoins…

Muitas pessoas já foram “identificadas” como criadoras do Bitcoin, para logo tudo ser desmentido. Em 2011, uma reportagem da New Yorker disse que o inventor era um pesquisador irlandês chamado Michael Clear. Pouco tempo depois, a Fast Company disse que na verdade havia três criadores do Bitcoin: Neal King, Vladimir Oksman e Charles Bry.

A Newsweek defendeu sua reportagem quando foi desmentida por Nakamoto no início do mês; no entanto, a revista ainda não se pronunciou sobre a mais nova declaração – que segue abaixo na íntegra. [New York Times; TechCrunch]

dorian nakamoto bitcoin

Foto por AP