A NASA anunciou nesta terça-feira (5) que perdeu contato com a pequena sonda CAPSTONE, lançada no último dia 28 de junho em direção à Lua.

Após um lançamento bem-sucedido, a espaçonave experimentou problemas de comunicação com a Deep Space Network – uma ampla rede de antenas ao redor do planeta utilizada para fazer contato com naves espaciais.

Segundo a agência, uma equipe está trabalhando para entender a causa do problema e restabelecer contato com a CAPSTONE. “Se necessário, a missão tem combustível suficiente para atrasar a manobra inicial de correção da trajetória pós-separação por vários dias. Atualizações adicionais serão fornecidas o mais rápido possível”, disse a NASA.

O objetivo da CAPSTONE é estudar as características de uma órbita elíptica em torno da Lua que será utilizada futuramente pela Gateway, uma nova estação espacial que será construída ao redor do satélite.

A ideia é que a nova estação — integrante do programa Artemis — fique posicionada em uma órbita que ofereça um ponto de equilíbrio entre as forças de gravidade da Terra e da Lua. Isso ofereceria estabilidade para a estrutura, além de demandar o mínimo de combustível para manter a Gateway em órbita lunar.

Após uma viagem de quatro meses, a CAPSTONE deverá atingir esse ponto de equilíbrio e permanecer nele por cerca de seis meses, validando os requisitos de energia e propulsão para se manter nesta órbita.

Além dos testes de navegação, a pequena sonda – do tamanho de um forno de micro-ondas – deverá, ainda, testar um sistema de comunicação entre a Terra e a Lua. Afinal, a órbita planejada terá visão desobstruída do nosso planeta, além de oferecer cobertura do Polo Sul lunar, onde a NASA espera construir uma colônia humana de longa duração.

O CAPSTONE foi lançado a bordo do foguete Electron, da empresa privada Rocket Lab, a partir de uma base na Nova Zelândia. Se tudo ocorrer como o planejado, a sonda entrará em órbita da Lua no próximo dia 13 de novembro.