por Carli Velocci

A Niantic Inc., empresa por trás de Pokémon Go, vem se posicionando contra trapaceiros e contra qualquer um que viole seus termos de serviço. Agora, ela declara que vai banir usuários definitivamente por essas violações.

O guia completo para ser um mestre em Pokémon Go
Case com bateria no formato de uma Pokédex é o acessório ideal para jogar Pokémon Go

Existem diversas formas em que os jogadores tentaram burlar as regras do sistema. É possível andar para qualquer lugar no mapa de Pokémon Go; você pode trocar a localização GPS para fingir estar em outra cidade; e um grupo de hackers criou um código para uma nova API que pode ser integrada a bots.

Há também maneiras menos técnicas e mais divertidas em que as pessoas tentaram enganar o jogo, incluindo aquele cara que tentou usar um drone para capturar Pokémon (isso não funcionou).

Em um post no seu site oficial, a Niantic escreve que contas de usuário podem ser totalmente encerradas por uma série de razões:

Isto inclui, mas não está limitado a: falsificação de local; usar emuladores, software modificado ou não-oficial; e/ou acessar clientes ou backends de Pokémon Go de forma não-autorizada, incluindo através do uso de software de terceiros.

Nosso objetivo é proporcionar uma experiência de jogo justa, divertida e legítima para todos. Vamos continuar a trabalhar com todos vocês para melhorar a qualidade do jogo, incluindo uma otimização contínua e sintonia fina do nosso sistema contra trapaças.

Não está claro como isso vai funcionar. Se a Niantic banir uma conta, o usuário não poderia apenas fazer outra? Se o banimento for feito por endereço IP, isso pode afetar outros usuários que o compartilhem. Isso será feito pelo dispositivo? Há muitas perguntas, e a Niantic não é conhecida por ser transparente.

A empresa ainda diz que, se sua conta for suspensa, você não deve reclamar em redes sociais por “motivos de privacidade”, mas também para que a Niantic possa gerenciar melhor essas solicitações – e para você não os acusar publicamente se não concordar.

A Niantic recebeu críticas após ameaçar com processos judiciais alguns programas como o PokéVision, um rastreador ao vivo de Pokémon. Essa alternativa era interessante para pessoas em áreas suburbanas ou rurais, onde é mais difícil encontrar itens interessantes no jogo.

A empresa também pediu para que o Twitch deixasse de transmitir vídeos ao vivo de hacks e trapaças no jogo. No entanto, tenho certeza que as pessoas vão encontrar maneiras de contornar até mesmo essas novas restrições.

[Niantic via The Verge]

Foto por Marcio Jose Sanchez/AP