Belo Horizonte e Belém são as únicas capitais do Brasil que ainda não retiraram a obrigatoriedade das máscaras em ambiente fechado. No resto do país, já é possível ver pessoas caminhando em shoppings e treinando em academias sem o equipamento de proteção individual (EPI), tão difundido no início da pandemia de Covid-19. 

Há quem ainda não se sinta totalmente confortável em sair por aí sem máscara. Mas fica aquela questão: o acessório me protege mesmo quando eu sou o único a utilizá-lo? 

Felizmente, a resposta é sim.

A revista Popular Science trouxe algumas das pesquisas feitas durante a pandemia que elucidam essa questão. Uma delas foi conduzida pelo Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA (CDC), que examinou hábitos de mais de 1.800 moradores da Califórnia. 

De acordo com os cientistas, pessoas que usavam máscaras de pano em ambientes fechados tinham 50% menos chances de testar positivo para Covid-19 quando comparadas àquelas que não usavam nenhum tipo de proteção. A porcentagem foi de 83% para o grupo que utilizava máscaras N95. Pessoas que optaram pelas máscaras cirúrgicas ficaram entre esses dois valores. 

Além do uso de máscaras, há outros fatores que podem influenciar na hora de contrair o vírus. Pessoas com o esquema vacinal completo, por exemplo, possuem menos chances de adoecer. O lugar que você está frequentando, sua lotação e a atividade a ser feita nele também afetam a transmissão.

Ao mesmo tempo, é importante manter o uso de máscaras ao visitar pessoas do grupo de risco para Covid-19 – como os imunossuprimidos – ou crianças que ainda não tomaram a vacina. Um estudo publicado em janeiro deste ano no Journal of Infectious Diseases mostra pessoas falando e tossindo em frente a uma câmera.

O resultado indica (em pés) a distância que as gotículas de saliva podem viajar quando a pessoa está com ou sem máscara. Confira abaixo:

Em resumo, o uso de máscaras ainda irá te proteger. Ao mesmo tempo, ele poderá evitar que outras pessoas contraiam o vírus caso você esteja infectado e assintomático. Apesar do item não ser mais obrigatório, vale continuar utilizando-o em ambientes fechados e superlotados, principalmente.