Microsoft e Sony vão batalhar pela supremacia entre os consoles com os lançamentos do Xbox Series X e do PS5 ainda este ano. Mas parece que elas não serão as únicas a apresentar novidades de hardware em videogames: a Nintendo está planejando lançar um Switch atualizado em 2021, de acordo com uma rodada recente de rumores e vazamentos.

Na segunda-feira (24), uma reportagem do Economic Daily News de Taiwan afirmou que a Nintendo estava em negociações com fabricantes de componentes para fornecer peças para um novo Switch com “interatividade” melhorada. Anteriormente, a empresa havia declarado que não tinha planos de lançar um novo console em 2020, o que faz sentido. Isso permitiria a ela evitar a batalha que se aproximava entre o Xbox Series X e o PS5 nesta temporada de festas e ter mais tempo para trabalhar em algo para 2021.

Uma nova reportagem da Bloomberg parece corroborar os rumores de um novo Switch, com várias fontes “familiarizadas com o assunto” afirmando que, embora as especificações não tenham sido finalizadas, ele oferecerá melhor desempenho e possivelmente suporte para jogos 4K.

Nintendo Switch Lite e Nintendo Switch. Crédito: Sam Rutherford/GizmodoNintendo Switch Lite e Nintendo Switch. Crédito: Sam Rutherford/Gizmodo

Mesmo assim, os detalhes sobre este novo Switch são incrivelmente escassos, mas com base nesta informação limitada, certamente parece que a Nintendo poderia estar se preparando para criar o “Switch Pro” que tantos fãs da marca esperavam há algum tempo.

Seja qual for o nome, o que ele precisaria para ser um sucesso? Conforme expliquei logo após o lançamento do Switch Lite, as melhorias essenciais para um console atualizado se resumem a três coisas principais: uma tela maior e de maior qualidade (de preferência OLED ou micro-LED), especificações ou desempenho melhores e suporte para áudio Bluetooth.

Idealmente, um Switch Pro viria com uma tela que suporta resolução FullHD no modo portátil, junto com saída de vídeo 4K no modo dock. Embora fosse bom oferecer 4K no modo portátil também, considerando o custo necessário e o número limitado de smartphones que realmente suportam resoluções tão altas, acho que obter resolução 4K no modo portátil é bastante improvável. E em uma tela que provavelmente teria no máximo 20 centímetros de largura, uma resolução tão alta é desnecessária.

Além disso, ao diminuir as molduras, a Nintendo poderia aumentar o tamanho da tela do Switch Pro sem realmente aumentar suas dimensões gerais. Mesmo assim, não seria ruim se ele fosse maior, embora potencialmente forçaria a Nintendo a redesenhar a forma como seus Joy-Cons se conectam ao sistema.

Também seria muito bom se a Nintendo passasse a usar uma tela de qualidade superior. O modelo atual tem um brilho relativamente baixo e uma cobertura de plástico barato que risca com facilidade. Uma tela melhor sera provavelmente a melhoria mais importante a se fazer no console.

Foto: Sam Rutherford

Quanto às especificações e desempenho, a Nintendo tem muitas opções de escolha quando se trata de chips baseados em ARM. Como a empresa já fez uma parceria com a Nvidia para usar o processador Tegra X1 no modelo atual, é uma boa aposta que a relação continue em um novo aparelho.

Um chip Tegra atualizado poderia incluir suporte a recursos como DLSS, que é uma técnica que pode reduzir a exigência causada pelo anti-aliasing enquanto também melhora o desempenho geral da GPU. Isso permitiria que o Switch Pro lidasse melhor com jogos em 4K ou em alta resolução. Aumentar a memória do sistema provavelmente também ajudaria nisso.

Enquanto isso, embora o modelo atual venha com um prático slot para cartão microSD, acho que seria bom se a Nintendo aumentasse os 32 GB de armazenamento básico do sistema. Os jogos estão cada vez maiores e, embora muitos do Switch sejam muito menores do que os dos consoles concorrentes, essa quantidade de memória já deixou de ser suficiente.

Finalmente, com tantos dispositivos mudando para áudio sem fio, já passou da hora de a Nintendo incluir suporte para fones de ouvido e headsets Bluetooth. Atualmente, o bate-papo por voz é incrivelmente complicado, muitas vezes forçando você a conectar fones de ouvido ao smartphone por meio de um aplicativo, o que é no mínimo desajeitado. Se os usuários pudessem conectar fones de ouvido Bluetooth diretamente ao console portátil, o processo seria bem mais simples.

A empresa também precisa encontrar uma solução para o Joy-Con drift, como são chamadas as falhas no direcional do videogame. Este é um problema que tem atormentado o Switch desde seu lançamento inicial em 2017. No entanto, como isso tem afetado todos os modelos lançados até agora, torcemos para que uma solução não seja relegada estritamente ao Switch Pro.

A Nintendo registrou recentemente um aumento de 428% nos lucros para o segundo trimestre de 2020. Dar sequência ao recente sucesso de jogos como Animal Crossing e Paper Mario com um novo hardware certamente ajudaria a manter a série de sucessos da empresa.