No início do ano, a Nokia avisou que não lançaria novos celulares com Symbian – o último foi o 808 PureView. No entanto, eles ainda vendem aparelhos com o sistema.

Agora, segundo o Financial Times, a Nokia enfim vai largá-lo de uma vez por todas. No terceiro trimestre, ela não venderá mais celulares com Symbian.

A finlandesa vendeu só meio milhão de celulares com o sistema no primeiro trimestre, bem menos que os 5,6 milhões de Lumias. A aposta da empresa para smartphones é se concentrar totalmente no Windows Phone. A Nokia explica o motivo ao FT:

“Demorava 22 meses para levar um aparelho Symbian ao mercado. Com o Windows Phone, é menos de um ano. Nós gastamos menos tempo tendo que mexer em código, e mais tempo criando elementos da experiência que fazem uma grande diferença, como fotografia, mapas, música e apps em geral.”

No entanto, a Nokia não deve anunciar com todas as palavras que largou de vez o Symbian: é que muitas varejistas e operadoras ao redor do mundo ainda terão estoque desses aparelhos para vender.

Deixar o Symbian foi a decisão certa para a Nokia. Mas isso não vai nos impedir de derramar uma lágrima pelo fim do sistema operacional que acompanhava o ótimo N95, ou o popular E71. De alguma forma, sentiremos sua falta. [Financial Times via WM Power User]