Os novos chips incluem o N450 para netbooks e o D410 e D510 para nettops (ou, como a Intel insiste em chamá-los, "desktops de entrada"). A maior notícia é que eles integraram os controladores de gráficos e memória no processador, o que resulta em uma "footprint" muito menor (e, por consequência, pode resultar em dispositivos de menor tamanho). Eles também fizeram as tradicionais melhorias em eficiência e tamanho — o N450 é 60% menor e 20% mais eficiente que o seu predecessor, enquanto o D410 e o D510 são 70% menores e 50% mais eficientes.

Mas não houve muita mudança no poder base dos chips. O N460 tem clock de 1.66GHz, single-core, com 512kb de cache e suporta apenas memórias DDR2. Além disso, o teto de 2GB de memória ainda está em efeito — e a configuração com nVidia Ion vai te dar uma performance gráfica melhor. A Intel vai anunciar os preços e datas de disponibilidade em janeiro, na CES. [Intel]