O Nubank anunciou em um evento em São Paulo nesta terça-feira (11), que a NuConta ganhará a função débito. O recurso é uma das funcionalidades mais pedidas pelos clientes que usam a conta de pagamento da companhia.

A opção de débito chegou a aparecer para alguns usuários que ganharam a nova versão do cartão do Nubank quando o passavam na maquininha, mas ainda não funcionava.

Nubank, GuiaBolso e Geru: as startups brasileiras em ranking mundial de fintechs

O débito ainda não vai funcionar para todos os clientes, no entanto. Será feito um teste com cerca de 10 mil pessoas que já possuem o cartão contacless, lançado neste ano. Também será criada uma lista de espera para todos que queiram participar, mesmo aqueles que ainda não são clientes.

Além disso, a NuConta passa a oferecer saques em Caixas 24 Horas. Cada saque irá custar R$ 6,50 – segundo Cristina Junqueira, vice-presidente de desenvolvimento de negócios e cofundadora do Nubank, a companhia decidiu não incluir uma quantidade de saques gratuitos para não cobrar taxas em outros lugares. O valor é mais alto do que o cobrado por bancos tradicionais.

A meta da companhia é disponibilizar a função de débito para todos os 2,5 milhões de usuários da NuConta o mais rápido possível – a expectativa é que isso aconteça já no primeiro semestre de 2019.

David Vélez, CEO do Nubank, conta que foram feitos quase 20 milhões de pedidos de cartão de crédito, mas que por diversos motivos não puderam ser aceitos. Como a NuConta não exige aprovação de crédito, esse não será mais um problema – aos poucos, usuários apenas da conta receberão seus cartões.

Os executivos contam também que as pessoas que não tiveram crédito aprovado têm mais chances de consegui-lo posteriormente, ao utilizar a conta de pagamento.

A NuConta começou a funcionar em outubro de 2017 e se parece com uma conta corrente, mas não é bem assim: trata-se de uma conta de pagamentos. O serviço não tem tarifas, nem para fazer transferências para outros bancos, e oferece um rendimento maior do que a poupança.