Quem for ao Mobile World Congress — que acontece em Barcelona, na Espanha, a partir de 24 de fevereiro — verá um evento bem mais esvaziado do que de costume. Depois de LG e Ericsson, a Nvidia também anunciou que não participará do MWC 2020. Nos três casos, o motivo é o mesmo: as empresas não querem expor seus funcionários ao risco de contraírem o coronavírus 2019-nCoV.

“Dados os riscos à saúde pública em torno do coronavírus, garantir a segurança de nossos colegas, parceiros e clientes é a nossa maior preocupação (…) Tínhamos planos de compartilhar nosso trabalho em IA, 5G e vRAN com o setor. Lamentamos não participar, mas acreditamos que esta é a decisão certa”, diz um comunicado da empresa.

A Nvidia acompanha a LG e a Ericsson, que já tinham anunciado nos últimos dias que não participarão da edição deste ano da feira. A Ericsson disse que fará uma série de conferências locais chamadas Ericsson Unboxing para mostrar novidades. A LG tomou decisão parecida e disse que fará outros eventos para revelar seus produtos ao longo dos próximos meses.

Além das três, a ZTE cancelou uma conferência de imprensa que estava prevista para o evento, mas confirmou que estará presente na feira.

Apesar dos temores e dos cancelamentos, a GSMA, organizadora do MWC, disse que o evento acontecerá conforme planejado. Em comunicado divulgado neste sábado (8), a associação lamentou a decisão da Ericsson — provavelmente a publicação ocorreu antes da notícia da Nvidia. A GSMA garantiu que tomará precauções de saúde e higiene para reduzir os riscos de contágio pelo vírus.

De acordo com o relatório mais recente da Organização Mundial da Saúde (OMS), divulgado neste sábado (8), apenas um caso de infecção por 2019-nCoV foi confirmado na Espanha, onde ocorre o MWC. Até o momento, 34.598 casos foram confirmados na China, com 723 mortes. Outros 288 casos foram confirmados em 24 países, com uma morte nas Filipinas.

[Engadget]