O impacto da humanidade na Terra vai poder ser detectado mesmo muito depois do nosso fim: o nosso lixo está formando um novo tipo de rocha, segundo um estudo de pesquisadores canadenses.

De acordo com a pesquisa realizada na University of Western Ontario, o novo material ficará para sempre no registro rochoso do planeta, e ele é formado a partir da aglomeração de lixo plástico derretido em praias que se mistura com sedimento, fragmentos de lava e detritos orgânicos. Esse material foi encontrado na praia Kamilo, no Havaí (uma das mais sujas do mundo), mas não é improvável que ele também existe em outras partes do globo.



O material recebeu o nome de “plastiglomerado”, e foi encontrado em duas formas. A mais comum, o da foto que abre o post, se forma como estruturas rochosas soltas ao combinar conchas, corais, basalto, detritos de madeira e areia com plástico derretido. A outra variação, mais rara, ocorre quando o plástico derrete sobre a rocha e se incorpora a ela. O estudo foi publicado na GSA Today.

Não é exatamente novidade que a passagem da humanidade na Terra deixará marcas eternas no nosso planeta, mas é triste perceber que isso é causado pelo nosso descuido com o planeta – o ato de largar plástico em qualquer lugar cria um novo material. Ao menos as futuras civilizações, seja lá como forem, terão algo a mais para estudar sobre os nossos tempos – isso e aquelas máquinas fossilizadas que deixaremos para trás. [ScienceAlert]