WhatsApp Messenger (grátis): Se você é do tipo que tem cada vez mais substituído as chamadas de voz pelo SMS, o WhatsApp Messenger é uma boa sacada. Por um ano, você envia SMS de graça para qualquer pessoa que também tenha o aplicativo (donos de iPhone, Symbian e BlackBerry também podem usá-lo). Na instalação, o aplicativo checa seus contatos e avisa quem já usa o WhatsApp também, facilitando o processo. E o app fica associado ao número de celular, ou seja, nada de logins. Só é preciso convencer todo mundo a baixá-lo. Após um ano de uso, é preciso pagar U$1,99 anuais para continuar com a mamata. – Leo Martins

Droid Odyssey (grátis): Numa primeira impressão, o Droid Odyssey parece um jogo de plataforma clássico, com tela corrida e obstáculos. Mas logo na primeira tela já é possível sacar que ele é mais um puzzle do que qualquer coisa. Com interface simples, basta controlar seu robozinho por aí, usar seu raio coletor de objetos e colocá-los no lugar certo. O jogo ainda está em beta e está sendo atualizado com frequência com novas fases, que vão ficando bem complexas com o passar do tempo. É prático, bonito e divertido o bastante para algumas jogatinas. – Leo Martins

Gingerbread Launcher (grátis): A nova versão do Android é sensacional, deixando qualquer aparelho com Gingerbread beeem mais veloz. Mas, infelizmente, ainda vai demorar um pouco para o 2.3 chegar ao seu celular. Mas se você quer uma pequena dose do que é o Gingerbread, mais especificamente da nova disposição do Launcher, baixe esse app gratuito. – Casey Chan
Crédito da imagem: Geeky Gadgets

Loky (U$4,70): Se você carrega por aí mensagens proibidas, fotos ou vídeos escandalosos, o Loky promete guardar esses segredos a sete chaves. Basicamente, ele coloca um cadeado nos dados, e você escolhe quais contatos podem acessar tais informações. É possível até adicionar arquivos num “cofre” para um nível ainda maior de defesa. – Casey Chan

Must.Eat.Birds (U$0,99): Já zerou o Angry Birds? Fez três estrelas em todas as fases? Possivelmente você está deprimido, já que seu jogo favorito de Android simplesmente acabou. Calma, há um mundo sem porcos verdes. Eis que surge o Must.Eat.Birds, disposto a ser o novo xodó. Com maluquices japonesas, o jogo consiste em comer o máximo de pássaros possíveis, usando um monstrinho vermelho num estilingue. Apesar do formato meio batido, ele é bem feito e tem uma interface bonita. Só ficamos no aguardo de atualizações com mais fases e desafios mais complexos. – Leo Martins

Minimalistic Text (grátis): Ah, o minimalismo. Cada vez mais em alta, ela chega também ao Android na forma de um app bem simples (duh!). Por meio de um widget, ele exibe informações com fontes básicas e destaques com cores fortes. Em vez de um widget com um relógio analógico ou de temperatura, nada mais descolado do que o horário ou os graus descritos de forma minimalista, em curtas palavras. Ideal para exibir para aquele amigo designer que não larga os dedos do iPhone. – Leo Martins

Tangram Moment (grátis): A última vez que eu vi um Tangram, aquele quebra-cabeça japonês que usa apenas 5 triângulos, um quadrado e um paralelogramo, deve ter sido na terceira série. Mas, ei, eu adorava ele! Agora, num encontro nostálgico, estou aqui perdendo meu tempo com as mais de 450 combinações desse app, que vai do mais básico ao mais complexo Tangram possível. Bom para botar o cérebro para funcionar enquanto o ônibus não sai do lugar no trânsito. – Leo Martins