Clusters de computadores, o conceito de juntar dispositivos para agirem como uma unidade de processamento, não é uma ideia nova. Mas em breve o seu smartphone poderá funcionar como um nó em um dispositivo do tipo, ajudando a resolver problemas computacionais bem complexos.

A New Scientist diz que pesquisadores da Universidade Técnica de Braunschweig, na Alemanha, têm conseguido juntar smartphones Android de baixo poder de processamento via Wi-Fi. Cada celular é capaz de realizar apenas 5,8 milhões de cálculos por segundo individualmente, mas seis juntos podem formar uma rede capaz de desempenhar 26,2 milhões de cálculos por segundo.

Prova de conceito completa, os pesquisadores agora trabalham em como usar a ideia para criar sistemas computacionais úteis que poderiam aproveitar o poder do celular de qualquer um. Como explica a New Scientist:

“O sistema seria mais útil quando houvesse grandes grupos de celulares carregando ao mesmo tempo. Imagine entrando em um trem, por exemplo, e plugando em seu celular, junto com centenas de outros passageiros. Conectar os celulares de todo mundo via Wi-Fi a bordo permitiria que o trem calculasse a previsão do tempo local de forma extremamente detalhada usando os dados de sensores de ambiente do destino, avisando-o se estará chovendo na chegada. Ou organizadores de flash-mobs poderiam se juntar para tentar derrubar a criptografia de uma rede Wi-Fi próxima.”

Se você estaria disposto a doar um pouco de poder computacional para algo maior é algo que pode ser debatido — mas de qualquer forma, ainda assim é uma boa ideia. Apenas se lembre de levar o carregador. [New Scientist]