Tem série nova chegando com tudo! Na próxima quarta-feira (2), o canal de streaming Star+ estreia com exclusividade “Pam & Tommy”.

Baseada em fatos reais, a produção apresenta o relacionamento da atriz Pamela Anderson (interpretada por Lily James) e do baterista Tommy Lee, da banda Mötley Crue, (vivido por Sebastian Stan), um dos casais de maior sucesso nos anos 90, e narra o vazamento do vídeo íntimo do casal que viralizou na época.

O vídeo fez história e é considerado a primeira sextape que vazou na história da internet.

Confira o trailer: 

Pam e Tommy conheceram-se em uma festa de Reveillón na virada para 1995, na boate Sanctuary, em Beverly Hills. Pamela, então estrela do seriado “S.O.S. Malibu”, aquela que corria em câmera lenta pelas areias da praia com um maiô vermelho cavado, era uma das sócias do clube. Tommy Lee, do Mötley Crüe, carregava consigo uma fama de excessos e passava a virada de ano no local. 

Na loucura, o casal resolveu se casar 96 horas depois de ter se conhecido. A coisa só piorou. Em seguida, estamparam tablóides do mundo inteiro com o sumiço e o vazamento de uma sextape da lua de mel, que se tornou o primeiro viral de todos os tempos.

A série “Pam & Tommy” promete narrar em oito episódios esse escândalo e os acontecimentos após o vazamento da gravação.

Pam & Tommy conta como teria sido o roubo, perpetrado pelo empreiteiro Rand Gauthier (Seth Rogen), como vingança aos abusos de Tommy Lee durante uma interminável reforma. Acontece que, ao ver que tinha a fita nas mão, o homem percebeu a chance de faturar um dinheiro com a intimidade do casal.

Gauthier levou a fita ao Milton Ingley, dono de um estúdio pornográfico que o eletricista já conhecia e firam feitas cópias da fita original, posteriormente destruída, e tentaram encontrar um distribuidor.

A dupla encontrou Louis Peraino, que emprestou US$ 50 mil para custear a distribuição da fita pela internet com a promessa de receber parte dos lucros. Ingley criou vários sites pornográficos para enviar a fita em troca de pagamentos em sua conta e a sextape se tornou viral cerca de dois anos depois e gerar cerca de US$ 77 milhões.

Em janeiro de 1996, Pamela e Tommy perceberam que foram furtados e tentaram impedir a circulação da fita por serem os detentores de direitos autorais, mas isso não funcionou. Ele chegaram a processar o Internet Entertainment Group, que resultou em um acordo no ano de 2002, mas a fita passou a ser distribuída gratuitamente. 

A série também aborda o machismo. Pamela vê sua promissora carreira de atriz ser completamente destruída. Nada do que a atriz fez, incluindo sua militância pelo direito dos animais, parece ter mais importância do que o vídeo íntimo vazado. De certa maneira, o seriado deixa claro que apenas Pamela foi prejudicada nessa história: Tommy ficou com fama devido ao tamanho do pênis, Rand conseguiu escapar razoavelmente ileso, porém, nela está todo o peso da sextape.

Com isso, a produção já conquistou o coração dos críticos e abriu o Rotten Tomatoes com 87% de aprovação, além de muitos elogios às performances dos atores e uma observação mais pontual sobre a representação de Pamela na história.

Além da dupla principal, “Pam & Tommy” contará com Nick Offerman (Parks & Recreation), Seth Rogen (Um Pepino Americano), Taylor Schilling (Orange is the New Black) e Andrew Dice Clay (As Aventuras de Ford Fairlane) no elenco. 

Rogen e Evan Goldberg (Preacher) produzem a série, que tem roteiro de Robert Siegel (O Lutador) e direção de Craig Gillespie (Eu, Tonya). O Star+ irá disponibilizar os primeiros três episódios nesta quarta, 02 de fevereiro. Vale lembrar que a série terá oito capítulos no total e um novo episódio será lançado a cada semana. 

O conteúdo não é recomendado para menores de 18 anos. Confira alguma imagens da série: