Ciência

Por que os gatos miam para humanos? Veja o que diz a ciência

Ao contrário dos cachorros, os gatos se “autodomesticaram” e aqueles que conseguiam se comunicar com humanos tiveram vantagem
Imagem: Jason Leung/Unsplash/Reprodução

Os gatos são famosos por sua natureza independente. Mas também exibem um padrão curioso de comunicação: miam com maior frequência para humanos do que para outros gatos.

whatsapp invite banner

Esse comportamento intrigante está sendo pesquisado e explicado pela ciência, esclarecendo a complexa relação entre gatos e humanos. E entre gatos e gatos.

Segundo pesquisas, os gatos aprenderam a miar através da evolução, mas, especificamente, para se comunicar com humanos. Ao contrário dos cachorros, os gatos se “autodomesticaram” e aqueles que conseguiam tolerar e, sobretudo, se comunicar com humanos, tiveram vantagem na sobrevivência.

Assim, os gatos se tornaram adequados para serem pets e a forma como eles miam foi se alterando devido ao processo de domesticação, que gerou mudanças nesses felinos.

Diferentemente dos gatos selvagens, os domésticos possuem cérebros menores e maior variação de cores.

Um estudo de 2009 divulgada pela plataforma Cell, mostrou que gatos miam de maneiras diferentes para humanos, um traço evolutivo com fins de comunicação. O “miado de solicitação”, segundo o estudo, apresenta características acústicas que lembram os choros de bebês.

Desse modo, os humanos acabam respondendo como se estivesse cuidando de bebês, ou ficando mais suscetíveis quando seus gatos miam.

O estudo revelou que quando o gato ronrona para pedir comida ou atenção, o som emitido foi percebido como mais urgente e menos agradável que outros miados.

Portanto, segundo a ciência, os gatos adaptaram as maneiras como miam para explorar a sensibilidade inerente dos humanos em oferecer ajuda.

Gatos miam para manipular humanos? 

Além disso, pesquisas mostraram que gatos são adeptos a modular seus miados para transmitir diferentes significados. Outro estudo francês de uma equipe da Université Paris Nanterre, publicado em 2022, revelou que gatos conseguem distinguir entre falas direcionadas a eles de falas direcionadas a outros humanos.

Isso sugere que os gatos desenvolveram um entendimento diversificado da comunicação entre humanos e conseguem emitir vocalizações de acordo.

Contudo, não é apenas o potencial dos gatos que torna essa questão peculiar. As respostas dos humanos tem um papel importante nessa dinâmica, usando vozes e entonações como se estivessem se comunicando com bebês.

Isso reforça, portanto, o laço entre humanos e gatos e encoraja ainda mais a diversidade na maneira como eles miam.

Em suma, os gatos miam mais para os humanos porque é uma estratégia efetiva de comunicação. Eles aprenderam que humanos são mais responsivos às suas vocalizações e adaptaram seus miados para obter respostas específicas.

Assine a newsletter do Giz Brasil

fique por dentro
das novidades giz Inscreva-se agora para receber em primeira mão todas as notícias sobre tecnologia, ciência e cultura, reviews e comparativos exclusivos de produtos, além de descontos imperdíveis em ofertas exclusivas