Os deepfakes, vídeos digitalmente alterados por meio de técnicas de machine learning que trocam o rosto de alguém pelo de outras pessoas, estão ficando inacreditavelmente bons.

A gente já viu políticos “falando” o que jamais disseram e, no começo do ano, aconteceu um boom de vídeos pornográficos que trocava o rosto de atrizes por de outras mulheres – bastava ter fotos o suficiente de qualquer pessoa para manipular os vídeos.

• Pornhub diz que ‘deepfakes’ gerados digitalmente não são consensuais e vai removê-los
• Pornô de vingança está mais perto de virar crime no Brasil

Uma produtora de vídeos pornográficos dos EUA viu uma oportunidade de negócios com essa técnica. A Naughty America anunciou que assinantes podem “personalizar” seus vídeos a partir dessas edições deepfake.

Entre essas personalizações, os usuários podem substituir a face de atores ou atrizes com o seu próprio rosto ou colocar as estrelas pornô em diferentes lugares – dá para levar uma atriz ou um ator para a sua cama, por exemplo. Pelo menos na edição de vídeo.

A produtora divulgou em seu site pequenas demonstrações da capacidade da tecnologia. Em um dos casos, a empresa trocou os rostos de duas atrizes; em outro vídeo, a atriz foi para o cenário de uma praia, com recortes muito mal feitos. (É melhor não ver isso no trabalho, mas se você quiser, tá aqui).

Deepfake da Naughty America troca o rosto de atrizes. Imagem: Naughty America/Variety.

A Naughty America desenvolveu um script que pede para que os assinantes gravem algumas cenas de si mesmo e é necessário fazer algumas expressões faciais específicas para o resultado ser satisfatório.

Isso porque a inteligência artificial precisa de material o suficiente para analisar o rosto original e substituí-lo por outro de forma convincente. Mas não é necessário imitar a performance dos atores – como já vimos, os deepfakes podem colocar personalidades em contextos completamente diferentes dos originais.

A empresa afirma que o seu departamento de compliance irá se assegurar que todo o material utilizado para a edição será cedido com o consentimento das pessoas envolvidas. Agora, imagina quanto dado você não está colocando nas mãos de uma produtora de vídeos pornográficos.

Andreas Hronopoulos, CEO da Naughty America, disse à Variety que “enxerga a personalização dos vídeos como o futuro” e que pretende desenvolver novas formas de customização com a ajuda de inteligência artificial. Uma das ideias é fazer com que atrizes ou atores possam falar o seu nome ou frases que você pedir.

[Variety]

Imagem do topo: AP