Ciência

Qual a idade ideal para se castrar um cachorro? Veja o que diz a ciência

Estudo aponta importância de analisar momento para castrar um cachorro, já que castração precoce pode aumentar risco de problemas de saúde
Imagem: Megan Byers/ Unsplash/ Reprodução

Em 2013, um estudo demonstrou que a castrar um cachorro da raça golden retrievers precocemente aumentava o risco do animal ter doenças nas articulações e alguns tipos de câncer. A partir de então, cientistas da Universidade da Califórnia passaram a pesquisar de que forma esse processo pode afetar a saúde dos animais e qual o melhor momento para fazê-lo.

whatsapp invite banner

CELULAR 5G POR MENOS DE MIL
Moto G34 5G 8GB RAM Boost* 128GB
R$ 909

Com o tempo, eles estabeleceram diretrizes sobre quando castrar 40 variedades populares de cães por raça e sexo. Agora, em novo estudo publicado na revista Frontiers in Veterinary Science, eles adicionaram informações sobre mais cinco raças.

“Esta orientação fornece informações e opções para os veterinários darem aos donos de pets que devem ter o papel final na tomada de decisão para a saúde e bem-estar de seus animais”, explica Benjamin Hart, um dos autores do estudo.

Entenda a pesquisa para castrar um cachorro

Para o estudo, os pesquisadores analisaram mais de uma década de dados de milhares de cães tratados no hospital veterinário da UC Davis. Na pesquisa mais recente, eles focaram nas raças pointer alemão de pêlo curto, mastim, Terra Nova, ridgeback de Rodesia e husky siberiano.

Naqueles casos em que o cachorro fora castrado antes de um ano de idade, eles buscaram algum indício de aumento de risco de certos tipos de câncer, por exemplo dos linfonodos, ossos, vasos sanguíneos ou tumores de mastócitos.

Também analisaram a correlação da castração precoce com distúrbios nas articulações, como displasia de quadril ou cotovelo, ou rupturas do ligamento cruzado cranial. Essas condições foram o foco da pesquisa porque a castração remove os hormônios sexuais masculinos e femininos.

Esses, por sua vez, desempenham papeis importantes em processos do organismo dos animais. Por exemplo, o fechamento das placas de crescimento ósseo.

Cada raça, um caso

De acordo com os resultados do estudo, cada caso deve ser tratado de maneira personalizada. Isso porque a pesquisa encontrou grandes diferenças entre as raças da análise. Veja abaixo o que aconteceu com esses animais quando foram castrados antes de um ano de idade.

  • Pointer machos e fêmeas apresentaram aumento na incidência de distúrbios articulares de cânceres;
  • Mastim macho apresentou aumento de rupturas do ligamento cruzado cranial e linfoma;
  • Terra Nova fêmea apresentou riscos aumentados de distúrbios articulares;
  • Ridgeback fêmea apresentou riscos aumentados de tumores de mastócitos com castração muito precoce;
  • Huskies siberianos não mostraram efeitos significativos em distúrbios articulares ou cânceres.

“Sempre é complicado considerar um paradigma alternativo. Mas é importante à medida que vemos as conexões entre a retirada do hormônio gonadal com a castração precoce e as potenciais preocupações de saúde”, disse Lynette Hart, também autora do estudo.

O Giz Brasil pode ganhar comissão sobre as vendas. Os preços são obtidos automaticamente por meio de uma API e podem estar defasados em relação à Amazon.
Bárbara Giovani

Bárbara Giovani

Jornalista de ciência que também ama música e cinema. Já publicou na Agência Bori e participa do podcast Prato de Ciência.

fique por dentro
das novidades giz Inscreva-se agora para receber em primeira mão todas as notícias sobre tecnologia, ciência e cultura, reviews e comparativos exclusivos de produtos, além de descontos imperdíveis em ofertas exclusivas