No ano passado, o Pixel 3 provou que é possível usar software para criar um smartphone criterioso que é tão poderoso e até mais fácil de se usar do que competidores cheios de componentes da última geração.

Mas para um celular que tinha preço sugerido de US$ 800, teria sido bacana algumas funcionalidades extras como carregamento sem fio reverso ou uma câmera extra na traseira. Com o Pixel 3a, o Google incluiu todo o software meticuloso do Pixel e as funcionalidades que se valem da inteligência artificial em um aparelho que custa metade do preço. Com isso, a companhia fez o celular com melhor custo-benefício do mercado.

O que é?

Uma versão intermediária do Pixel 3

Preço

US$ 400 pelo Pixel 3a, US$ 480 pelo Pixel 3a XL

Curti

Compartilha o design dos Pixel mais caros, a câmera é a mesma do modelo topo de linha, ganhou um novo modo de timelapse, tem bateria com ótima autonomia e entrada para fone de ouvido.

Não curti

Apenas uma câmera frontal, bordas grandes, sem certificação oficial de resistência à água.

Com o Pixel 3a tendo preço sugerido de US$400 (ou US$480 para o Pixel 3a XL), a primeira coisa que você se pergunta é que tipo de sacrifício o Google teve que fazer para deixar o preço tão baixo.

Do lado de fora, essas diferenças são difíceis de detectar. O Pixel 3a mantém o design de seu irmão mais velho – até a parte traseira com dois tons, o acabamento com textura macia e o botão de energia colorido. Só depois que você coloca o 3a e um Pixel 3 original lado a lado que você percebe que ele é construído em policarbonato (plástico) em vez de vidro, o que lhe dá uma sensação levemente mais quente, menos escorregadia e um pouco menor também.

Embora o Pixel 3a tenha chassi de plástico, ele tem uma pegada bem parecida com a do Pixel 3 regular.

Para o Pixel 3a XL (que foi o modelo que eu testei para esta análise), a grande diferença entre o novo aparelho e um Pixel 3 XL padrão é a ausência do notch (ou entalhe). Em seu lugar, o Pixel 3a XL tem bordas maiores em torno de sua tela de 6 polegadas (em vez das 6,3 polegadas do Pixel 3 XL).

O Google também moveu um dos alto-falantes frontais do Pixel 3 para a parte inferior do telefone, ao lado do conector USB. Felizmente, esse novo alto-falante funciona juntamente com o speaker para chamadas o que significa que o modelo oferece som estéreo.

No Pixel 3a XL, o Google também economizou na resolução de tela: os 2960 x 1440 pixels do Pixel 3 XL passaram para 2160 x 1080 pixels no modelo mais barato. Porém, você só notará alguma diferença de nitidez somente se olhar muito de perto. Além disso, o novo modelo ainda tem display OLED e não faltam cores vibrantes.

A maior diferença entre o Pixel 3a XL e o Pixel 3 XL é a ausência do notch e as bordas maiores nas partes superior e inferiores à tela.

Por dentro, a maior mudança para o Pixel 3 é a uso de um processador Qualcomm Snapdragon 670 em vez do poderoso Snapdragon 845. A menos que você queira estressar o sistema e usar todo o poder de fogo de um celular, será difícil reparar grandes diferenças de performance no dia a dia.

Pode ser que de vez em quando você repare algum engasgo ou atraso ao alternar entre aplicativos ou rolar rapidamente por menus. Além disso, games como o PUBG Mobile não rodarão de forma tão suave quanto rodariam em um aparelho com processador potente.

Para o um celular de US$ 400, esses tipos de engasgos são bem inofensivos. O Pixel 3a tem 4 GB de RAM e 64 GB de armazenamento que estão linha com o que se poderia esperar de um dispositivo nessa faixa de preço, enquanto que a bateria de 3.700 mAh do Pixel 3a XL entregou admiráveis 12 horas e 43 minutos de autonomia em nosso teste de reprodução contínua de vídeos. O ganho foi de mais de uma hora em relação ao mesmo teste que realizamos com o Pixel 3 XL original (11h24).

O Pixel 3a tem até o acabamento de dois tons dos smartphones mais caros, que se completam com uma textura macia nos dois terços de baixo.

O Google não mexeu com a câmera traseira dos Pixel 3a – logo, são os mesmos sensores e lentes encontrados nos Pixel 3 originais. No entanto, a câmera frontal grande angular foi sacrificada. E embora o 3a não possua o chip Pixel Visual Core dedicado a ajudar no processamento de imagens, eles customizaram os recursos de fotos para assegurar que o 3a não tenha prejuízos ao ser comparado diretamente com os smartphones originais da linha. É uma promessa e tanto e, depois de comparar diversas fotos tiradas com ambos os celulares, deu para ver que o Google cumpriu com o que disse. Um celular de US$ 400 nunca teve uma câmera tão boa.

Em quase todas as situações e ambientes, o Pixel 3a produziu imagens HDR+ ricas em cores, iguais as que eu tirei com um Pixel 3 padrão, mantendo todos os modos de disparo especiais do Pixel 3, como o Super Res Zoom, o modo Photo Booth (que agora tem um novo recurso de detecção de beijo) e, mais importante, o Night Sight.

O Google até adicionou uma nova funcionalidade de Timelapse ao Pixel 3a (que também foi adicionada aos Pixel mais antigos) que permite transformar gravações longas em clipes significativamente mais curtos com opções para velocidades de 5x, 10x, 30x ou mesmo 120x.

Para testar a novidade, usei o modo Timelapse para capturar o pôr-do-sol ao passar por algumas montanhas e campos, condensando um clipe de cinco minutos em um filme curto de 15 segundos.

Criar o timelapse não poderia ter sido mais simples, tudo que eu tinha que fazer era selecionar a velocidade e então tocar para gravar. Agora, para ser claro, modos de timelapse em smartphones não são exatamente inovadores, mas o clipe final é nítido e suave.

Para os fãs de Android puro que sentem falta dos smartphones Nexus, a sua salvação está aqui. Com traseira de plástico, um conector de fone de ouvido e experiência do Android puro, o Pixel 3a parece o verdadeiro sucessor espiritual do Nexus 5X. A única coisa que você não terá é uma bateria removível, que é algo que quase todos os celulares abandonaram.

No Pixel 3a, a entrada para fone de ouvido fez o seu tímido retorno.

Minha única preocupação com o Pixel 3a é o retrospecto do Google. Quando o Pixel 3 original foi lançado, consumidores sofreram com problemas de controle de qualidade e alguns bugs chatos.

O Pixel 3a preenche uma grande lacuna no mercado de intermediários. Nos EUA, ele é US$ 100 mais caro do que o Moto G7 e ainda assim valeria a pena.

Embora o Pixel 3a não tenha o poder computacional puro para bater de frente com um smartphone como o OnePlus 6T, ele possui outras qualidades. Entre elas todo a mágica com a fotografia, a disponibilidade de atualizações rápidas e bônus como o armazenamento ilimitado de imagens com resolução completa no Google Photos. No geral, é um celular mais simples de se usar.

No final das contas, mesmo que o Google tenha feito um punhado de sacríficios para criar o Pixel 3a, cada mudança faz sentido e parece que tudo foi cuidadosamente considerado.

Quando você vê o preço sugerido do Pixel 3a, todos esses sacrifícios parecem valer a pena. Para um telefone de US$400, o Pixel 3a é um triunfo. Se parece com um Pixel, tem a experiência de um Pixel e tira fotografias com um Pixel.

Resumo

  • Com acabamento de plástico, o retorno de uma entrada para fones de ouvido e Android puro, o Pixel 3a é o sucessor espiritual dos smartphones Nexus.
  • Com um processador Snapdragon 670, o Pixel 3a não é tão rápido quanto seus irmãos mais caros, mas você ainda terá uma ótima autonomia de bateria e uma câmera excelente.
  • O Pixel 3a não tem certificação oficial de resistência à água, mas o Google diz que ele é capaz de sobreviver a um respingo ocasional ou uma forte chuva.
  • O modo Timelapse do Pixel 3a é a mais recente novidade da linha, e será lançado para gerações anteriores também.
  • O Google está se comprometendo a entregar três anos de atualizações de software para o Pixel 3a.
Um dos alto-falantes frontais do Pixel 3 original migrou para a parte de baixo do celular no Pixel 3a.