Spot, o famosos cão robô da Boston Dynamics, agora tem uma nova função: ser vigia das ruínas arqueológicas de Pompeia, na Itália, uma das maiores e mais antigas do mundo.

O cão robótico foi escolhido para patrulhar as ruas de terracota e cimento de Pompeia como parte de um esforço para introduzir inovação nessa região italiana – que foi enterrada sob cinzas vulcânicas após a erupção do Monte Vesúvio em 79 d.C.

O projeto foi batizado Smart@POMPEI, e tem o objetivo de tornar o local um “Parque Arqueológico Inteligente”, com “gerenciamento inteligente, sustentável e inclusivo”.

robô

O Spot está entre as novas tecnologias que as autoridades do parque convocaram para ajudar a monitorar e garantir a segurança do local.

O objetivo é que os restos de quase 2.000 anos da cidade devastada pelo vulcão estejam sempre seguros, uma forma de evitar a presença de ladrões e caçadores de relíquias — tudo isso enquanto coleta dados sobre o local, que, quem sabe, podem até ser usados em pesquisas.

Assine a newsletter do Gizmodo

A ação vem em resposta ao risco de a Unesco adicionar o local em uma lista de patrimônios mundiais em perigo. Em 2013, o órgão da ONU descobriu deficiências estruturais no local e ameaçou removê-lo da Lista do Patrimônio Mundial se as autoridades não tomassem medidas de proteção.