A Samsung ainda não tem data para enviar os primeiros Galaxy Fold adquiridos em pré-venda. A companhia enviou nesta terça-feira (8) um comunicado para os compradores dos Estados Unidos pedindo desculpas e afirmando que não poderia dar uma previsão de entrega.

No final de abril, a fabricante anunciou que atrasaria o lançamento do smartphone dobrável após unidades de testes enviadas para jornalistas e influenciadores apresentarem problemas.

“Se vocês próprios não cancelarem e não enviarmos o produto até o dia 31 de maio, o seu pedido será cancelado automaticamente”, diz o e-mail enviado aos compradores na segunda-feira (6). A Reuters confirmou com a assessoria de imprensa da Samsung o teor do comunicado.

Alguns modelos apresentaram defeitos nas dobradiças e outros na própria tela, que mostrava vincos após algumas horas de uso. Num dos casos mais emblemáticos, a remoção de uma película que parecia com o plástico que embala o celular causava o mau funcionamento do aparelho.

Na época do anúncio de atraso do lançamento, a Samsung afirmou ter vendido todas as unidades disponíveis do Galaxy Fold, mas não revelou a quantidade que estava à venda. O modelo tem preço sugerido de US$ 1.980 (R$ 7.890, na cotação atual).

As regras nos Estados Unidos obrigam a Samsung a notificar os consumidores de que os pedidos realizados em pré-venda serão cancelados caso o produto não seja enviado até o dia 31 de maio.

[Reuters]