Um jovem português tentou tirar uma selfie em cima de uma estátua de D. Sebastião em Lisboa, e as coisas não saíram nada bem: ele acabou derrubando e quebrando a peça de mais de 125 anos.

>>> Este pau de selfie que se transforma em case de smartphone nem é tão zoado quanto parece
>>> Mumbai proíbe selfie em 15 locais após mulher morrer afogada

A estátua de D. Sebastião é de autoria do escultor José Simões de Almeida e desde 1980 fica na entrada da estação do Rossio, na capital portuguesa.

A polícia local diz já ter identificado o jovem de 24 anos que causou o estrago, e a Infraestruturas de Portugal, empresa responsável pela gestão do patrimônio da estação, vai apresentar uma queixa-crime contra ele “que terá como base o valor da estátua assim como o custo de reparação”, segundo o Publico.

infraestruturasdeportugal

Restos da estátua de D. Sebastião. Crédito: Infraestrutura de Portugal via Público

D. Sebastião é um importantíssimo nome na história de Portugal que ganhou uma aura mística após sumir durante um combate na batalha de Alcácer-Quibir, em 1578, cuja crença ficou conhecida como como Sebastianismo – que consiste na ideia de que, um dia, D. Sebastião retornaria para livrar o povo português das garras da dinastia filipina que passou a comandar o país após o seu sumiço.

Apesar de toda a sua importância histórica, não existem muitas estátuas de D. Sebastião espalhadas pelo país – além da destruída existem outras duas em espaços públicos, segundo o Público. Uma na cidade de Esposende e outra em Lagos, de onde ele partiu para a batalha que nunca retornou.

O pior é que o estrago feito na obra foi tão grande que ela ficou completamente destruída. A ideia é colocar uma nova no lugar. Quando isso vai acontecer? Ninguém sabe. E, assim, os portugueses mais uma vez vão esperar o retorno de D. Sebastião.

[Público]

Foto via Ivo Gomes/Flickr