Após intermináveis ​​anos de planejamento, o avião Solar Impulse 2 – movido apenas a energia solar – começou com sucesso sua viagem ao redor do mundo. Se tudo correr como planejado, ele se tornará a primeira aeronave a cruzar o globo sem uma gota de combustível sequer.

>>> Os detalhes sobre o ambicioso projeto do avião solar que viajará o mundo

A imagem acima mostra o Solar Impulse 2 após decolar do Aeroporto Executivo Al Bateen em Abu Dhabi, Emirados Árabes Unidos, esta manhã. A imagem abaixo mostra a decolagem a partir do solo.

Solar Impulse decola (2)

Já existiam aviões solares antes, mas este é o primeiro que promete voar por continentes inteiros. Em sua rota planejada, ele passará pela Índia e China, vai atravessar o Pacífico e o Havaí, cruzar a América ao longo dos EUA, e atravessar o Oceano Atlântico e Europa até retornar a Abu Dhabi.

O Solar Impulse 2 não é um avião comum: ele foi projetado a partir do zero com esta missão em mente. Ele possui 17.000 painéis solares na asa, que movem uma série de motores elétricos e carregam quatro baterias de lítio de 942 kg. Graças a elas, ele pode voar durante o dia e a noite.

O avião tem velocidade de cruzeiro de apenas 142 km/h. A viagem deve durar seis meses, com cerca de 25 dias de voo divididos em doze escalas.

Solar Impulse decola (1)

O avião tem apenas um assento – com um vaso sanitário embutido – e uma cabine sem aquecimento nem oxigênio. Por isso, não é de admirar que os pilotos optaram por dividir o voo em vários períodos. A comida em voo é “desidratada e embalada a vácuo“, então os pilotos podem sentir falta até daquela gosma questionável que servem como refeição na classe econômica.

Para as mentes por trás do Solar Impulse 2, os aviadores suíços Bertrand Piccard e André Borschberg, a eficiência energética do projeto o torna mais emocionante. Eles não estão muito preocupados em mudar a indústria da aviação ainda, mas querem mudar a percepção do público em relação à energia renovável. Em outras palavras, este é tanto um golpe de publicidade como um marco tecnológico.

Este avião ainda está longe confortáveis Boeings e Airbus que conhecemos, mas a sua mensagem sobre o potencial das energias renováveis ​​poderia ter um sério impacto sobre o futuro. A indústria é cética em relação a painéis solares em aeronaves, mas se o voo ao redor do mundo for um sucesso, pode ser o bastante para reabrir o debate sobre o futuro da energia nas aeronaves.

Você pode acompanhar o progresso do voo no link a seguir: [Solar Impulse]

Fotos por Solar Impulse