O Soylent é um novo tipo de alimento criado pelo engenheiro de software Rob Rhinehart. Ao misturá-lo com leite ou água, ele se transforma em um líquido que fornece todos os nutrientes necessários para um ser humano.

Inspirado pela cultura do Vale do Silício, o Soylent esteve em fase beta e chegou à versão 1.0 em maio. Agora, na versão 1.1, ela traz uma nova embalagem, maior modulação de sabor, e o melhor de tudo: faz você… emitir menos gases.

O feedback – em grande parte positivo – que recebemos de nossos pioneiros… nos forneceu orientações valiosas para melhorar o Soylent 1.0. Hoje, nós estamos extremamente felizes em anunciar o Soylent 1.1, a nossa primeira revisão da fórmula original. A partir de hoje, apenas a versão 1.1 estará disponível para venda. Fizemos duas alterações na fórmula 1.0, resultando em um alimento com maior neutralidade de sabor e digestibilidade.

Aqui, “digestibilidade” é um eufemismo educado para “reduzir flatulências”. De acordo com early adopters do Soylent, “perturbações digestivas” eram algo comum. Como o Ars Technica notou em maio:

Meu intestino produzia alguns burburinhos sinistros, e meu tempo de leitura matinal aumentou muito com minhas diversas visitas à biblioteca. Quando digo “biblioteca”, quero dizer “vaso sanitário”.

Mas isso deve acabar. A Soylent promete que uma nova “combinação de enzimas” vai acabar com a flatulência:

A combinação de enzimas que adicionamos quebram as proteínas e carboidratos em fragmentos menores e mais facilmente digeríveis. Testes preliminares indicaram que elas podem reduzir os problemas digestivos relatados por alguns consumidores do Soylent.

É ótimo que os bio-hackers conseguiram reduzir suas emissões de metano. Infelizmente, o fluido bege ainda tem uma aparência estranha, e um gosto nem tão agradável. Talvez eles consigam resolver isso com a versão 1.2?

O Soylent é vendido apenas nos EUA, em kits que rendem entre 21 e 84 refeições. É possível comprar cada kit uma vez, ou fazer uma assinatura mensal. Cada refeição custa entre US$ 3 e US$ 4. [Soylent Blog via The Verge via Valleywag]

Imagem por Soylent