Após seis anos de desenvolvimento, a startup holandesa de veículos elétricos Lightyear apresentou seu primeiro carro movido a energia solar, o Lightyear 0.

O automóvel promete reinventar o mercado em termos de consumo de energia, capacidade de alcance e carregamento.

A marca nos leva a imaginar a seguinte situação: você retorna ao seu carro após duas horas. Ao tocar no painel do veículo, você vê que o Sol aumentou a autonomia em 20 km enquanto você estava ausente. Impressionante, não?

Com painéis solares no teto, o cupê de quatro portas pode ficar até sete meses sem descarregar totalmente. Entretanto, se o local for menos ensolarado, o tempo médio pode cair para 2 meses, mais ou menos.

Porém, o carro não exclui a necessidade de carregadores, somente dispensa seu uso na maior parte do tempo. Segundo a startup, qualquer carregador é capaz de garantir 300 quilômetros de autonomia.

Já no interior, quase todas as superfícies são feitas com materiais veganos ou de origem natural. É o caso dos assentos de camurça de microfibra ecológica e detalhes de palma de vime. O Lightyear 0 possui uma tela sensível ao toque de 10,1 polegadas e poucos botões físicos.

A expectativa é de que a produção comece neste ano, com o máximo de 946 veículos a um custo de 250 mil euros (R$ 1,3 milhão). No final de 2024 ou começo de 2025, a ideia é oferecer um modelo de alto volume por um preço mais acessível, de 30 mil euros (R$ 160 mil).