Tim Cook participou da conferência D11, organizada pela equipe do All Things D. Confirmando o que já ouvimos falar sobre o iOS 7, ele disse a todo o mundo da tecnologia que Jony Ive tem sido “realmente fundamental”. Cook também teve algumas palavras a dizer sobre o Google Glass e outros temas.

Em resposta à pergunta de Kara Swisher, se o iOS 7 será uma grande mudança, Cook disse:



“Eu vou deixar você julgar isso. Jony Ive foi realmente fundamental para ele…”

Cook também falou sobre como fazia sentido para Ive – que definiu a aparência dos produtos da Apple por tanto tempo – assumir o controle também da interface no software da Apple. Quanto ao Google Glass, Cook disse que ele não deve ser um produto para as massas:

“Provavelmente ele não deve ser um item para consumidores em geral… É mais provável que ele tenha apelo para certos mercados”

Cook disse que há alguns pontos positivos no Google Glass, mas brincou que hoje não há muitas pessoas usando óculos sem precisar.

Ele prefere a computação vestível em outro lugar: “o pulso é interessante”. (Circulam rumores de que a Apple fará um iWatch.) Ele usou parte do seu tempo para falar sobre a Fuelband (ele usa uma) e como a Nike tem sido bem-sucedida com isso.

Cook evitou dizer se a Apple vai entrar no ramo de tecnologia vestível (“Eu não quero responder essa”), mas mencionou que a área está “pronta para ser explorada”.

E a mítica TV da Apple? O executivo repete que a TV atual está ultrapassada, cuja experiência ainda não foi trazida para esta década. Ele revela pouco, mas diz:

Os clientes concordam que há coisas sobre a televisão que não são muito boas. Nós respondemos a algumas dessas coisas – claramente não todas – através da Apple TV… Esta continua a ser uma área de grande interesse.

Sobre os Apple Maps, ele confessa:

“Nós falhamos”, disse Cook. “Ele tem melhorado muito, mas ainda não chegou lá. Temos mais trabalho a fazer.”

E ao discutir a possibilidade da Apple fazer um app para Android, Cook disse:

“Nós não temos nenhuma questão religiosa em fazer isso. Se fizesse sentido criá-lo, então nós o criaríamos.”

Mas talvez a sua melhor citação tenha sido em resposta a um questionamento do Mossberg: a Apple nunca vai permitir que os usuários alterem a tela inicial ou o teclado, como no Android? Cook revela:

“Eu acho que você verá a Apple se abrir mais no futuro. Mas não a ponto de colocar o cliente em risco de ter uma experiência ruim. Mas vamos nos abrir mais? Sim.”

Confira mais detalhes, incluindo a resposta de Cook à concorrência do Android, no link a seguir: [All Things D]