O ator Tom Hanks e Rita Wilson, sua esposa, testaram positivo para o novo coronavírus na Austrália, um país com pelo menos 128 casos e três mortes por COVID-19. Hanks está na Austrália se preparando para filmar uma nova biografia sobre Elvis Presley e não está claro se ele contraiu a doença na Austrália ou nos EUA, onde agora existem mais de 1.300 casos confirmados e 38 mortes.

Hanks e Wilson, ambos com 63 anos, tiveram dores no corpo e febres antes de decidirem fazer o teste para o novo coronavírus. Hanks divulgou um comunicado no Instagram sobre o diagnóstico, com direito a uma luva em uma cesta de lixo:

Olá, pessoal. Rita e eu estamos aqui na Austrália. Nos sentimos um pouco cansados, como se estivéssemos resfriados e algumas dores no corpo. Rita teve alguns calafrios que iam e vinham. Também tivemos algumas febres rápidas. Para fazer as coisas direito, como é necessário no mundo agora, fomos testados para o novo coronavírus e descobrimos que deu positivo.

Bem, e o que devemos fazer a seguir? Autoridades médicas têm protocolos que precisam ser seguidos. Nós, os Hanks, seremos testados, observados e isolados pelo tempo que o pessoal de saúde e segurança pública exigirem. Não há muito mais do que uma abordagem de se viver um dia de cada vez, não?

Continuaremos postando sobre e os manteremos atualizados.

Se cuidem!
Hanx

Hanks e sua esposa estão sendo tratados no estado de Queensland, que atualmente têm 22 casos de COVID-19. Hanks está na Austrália desde janeiro para a pré-produção de um filme da Warner Bros, mas há relatos conflitantes sobre quando Rita Wilson chegou ao país.

Wilson tocou algumas músicas no Emporium Hotel de Brisbane na semana passada e no Sydney Opera House no fim de semana. Ela também gravou uma entrevista com uma emissora de TV local na segunda-feira, que agora segue protocolos para possível exposição, de acordo com o Hollywood Reporter.

Ela deveria ser apresentar na Coreia do Sul, quando as datas foram canceladas devido às altas taxas de infecção por coronavírus do país. Atualmente, a Coreia do Sul tem pelo menos 7.869 casos da doença e 66 mortes, de acordo com um rastreador online mantido pela Universidade John Hopkins.

O filme ainda sem título sobre Elvis está sendo dirigido por Baz Lurhmann, diretor australiano conhecido por filmes como Moulin Rouge, O Grande Gatsby e Romeu + Julieta. Lurhmann costuma filmar seus filmes na Austrália.

No filme, Hanks interpreta o gerente de Elvis Presley, coronel Tom Parks. Austin Buter interpreta Elvis Presley e Olivia DeJonge é Priscilla Presley. Maggie Gyllenhaal interpreta a mãe de Evis, Gladys Presley, e Rufus Sewell interpreta seu pai, Vernon Presley.

Hospital universitário Gold Coast é o local onde Tom Hanks e Rita Wilson foram admitidos em 12 de março de 2020 em Gold Coast, na Austrália. Crédito: Getty Images
Hospital universitário Gold Coast é o local onde Tom Hanks e Rita Wilson foram admitidos em 12 de março de 2020 em Gold Coast, na Austrália. Crédito: Getty Images

Hanks é a única pessoa que deu positivo para a doença no filme, de acordo com a Variety, mas ainda não está claro se outros atores, produtores e membros da equipe foram expostos. “Fomos informados de que um membro da empresa de nosso longa-metragem sobre o Elvis, que está atualmente em pré-produção em Gold Coast, na Austrália, testou positivo para COVID-19”, disse a Warner Bros à Variety.

“Estamos trabalhando em estreita colaboração com as agências de saúde australianas apropriadas para identificar e contatar qualquer pessoa que possa ter entrado em contato direto com o indivíduo”, afirmou o comunicado, referindo-se a Hanks. “A saúde e a segurança dos membros da nossa empresa são sempre nossa principal prioridade e estamos tomando precauções para proteger todos os que trabalham em nossas produções em todo o mundo. O indivíduo que testou positivo para COVID-19 está atualmente recebendo tratamento”.

A pré-produção do novo filme foi interrompida, de acordo com o Hollywood Reporter.