Nos últimos dois meses, o serviço de imagens Twitpic ficou na corda bamba. Eles anunciaram que o site seria fechado em 25 de outubro, levando consigo todas as imagens postadas nos últimos anos. O Twitpic fechou mesmo as portas, mas o site continuará no ar graças ao Twitter.

O fundador Noah Everett diz no blog oficial do serviço: “chegamos a um acordo com o Twitter para dar a eles o domínio Twitpic.com e o arquivo de imagens, mantendo vivas as fotos e links por enquanto”.

O Twitpic agora está em modo somente leitura: você pode acessar suas imagens e as de outros usuários, mas não pode enviar novas fotos. Também é possível baixar suas fotos: vá até esta página, clique em “Request your data” e espere – é preciso voltar mais tarde para fazer o download.

Mas por que o Twitpic fechou as portas? Bem, o Twitter aceita upload direto de imagens desde 2011, o que elimina a necessidade de serviços de terceiros. Mas Everett diz que o motivo é diferente.

No mês passado, o Twitter teria exigido que o Twitpic abandonasse seu pedido de marca registrada, “sob risco de perder o acesso à API deles”. Em vez de desistir da marca e mudar o nome do serviço, Everett preferiu fechá-lo.

Pouco tempo depois, ele anunciou que o Twitpic havia sido adquirido por outra empresa, sem dizer qual. Este mês, ele disse que negociou com vários compradores em potencial, mas “não pudemos chegar a termos que agradassem ambas as partes”. E assim acaba o Twitpic, que viveu por sete anos. [Twitpic Blog via Mashable]

Foto por homard.net/Flickr