Nesta terça-feira (21), cientistas da Universidade de Birmingham, na Inglaterra, anunciaram a descoberta de um embrião de dinossauro perfeitamente preservado há no mínimo 66 milhões de anos, em Ganzhou, no sul da China.

O bebê dinossauro já se preparava para sair do ovo, assim como as aves modernas.

Acredita-se que o ovo fossilizado, que tem uma forma alongada e 17 cm de comprimento, seja de um dinossauro terópode desdentado, ou oviraptorossauro.

Ele foi batizado de Baby Yingliang.

“Melhor da história”

A pesquisadora Dra. Fion Waisum Ma, da universidade inglesa, disse ser “o melhor embrião de dinossauro já encontrado na história”. A descoberta também deu aos pesquisadores uma maior compreensão da ligação entre os dinossauros e os pássaros modernos.

Segundo o estudo, o embrião pertence ao período Triássico dos terópodes e está amontoado dentro do ovo numa postura com a cabeça entre as pernas, que até agora só foi encontrada em dinossauros aviários.

“Isso indica que tal comportamento em pássaros modernos evoluiu primeiro e se originou entre seus ancestrais dinossauros”, disse a Dra. Ma à agência de notícias AFP.

dinossauro
Ilustração mostra a posição na qual o embrião foi encontrado na China.

Assine a newsletter do Gizmodo

Dinossauro com penas

Oviraptorossauro, que significa “lagartos ladrões de ovos”, eram a espécie de dinossauros com penas que viveram no que hoje é a Ásia e a América do Norte durante o período do Cretáceo Superior —entre 66 milhões a 100 milhões de anos atrás.

Os cientistas pretendem estudar o Baby Yingliang com mais detalhes por técnicas avançadas de escaneamento para mapear todo o seu esqueleto, inclusive os ossos do crânio, porque parte do seu corpo ainda está coberta por rocha.