O mercado de celulares deu uma leve desaquecida no Brasil neste semestre, pelo menos no que diz respeito ao número de aparelhos vendidos. Um estudo da empresa de consultoria IDC mostrou que foram vendidos 24,122 milhões de aparelhos no primeiro semestre de 2018, uma redução de 3,7% em relação ao mesmo período de 2017, quando foram vendidos 25,048 milhões de celulares.

• Samsung vai apresentar um novo Galaxy em 11 de outubro
• iPhone Xs e iPhone Xs Max: o que você precisa saber sobre os lançamentos da Apple

Quando se olham os dados por trimestre, a queda mais significativa aconteceu na segunda metade do período, sempre comparado com 2017. Nos três primeiros meses do ano, a queda foi de 1,8%, enquanto a retração do segundo trimestre foi de 5,5%.

Apesar de menos celulares vendidos, o ticket médio – valor médio que as pessoas têm gastado em um aparelho – subiu. Para o segundo trimestre do ano, o aumento foi de 11% em comparação com o mesmo período de 2017, passando de R$ 1.099 para R$ 1.222.

A receita das companhias também aumentou. O segundo trimestre deste ano faturou R$ 13,950 milhões, 5% a mais do que os mesmos meses do ano passado.

Foram vendidos 12,050 milhões de celulares no segundo trimestre de 2018, 11,415 milhões deles eram smartphones e 635 mil eram feature phones – celulares básicos. Os intermediários são os preferidos, com 6,1 milhões de unidades vendidas, seguidos dos topo de linha, com 2,5 milhões.

“Os smartphones com faixa de preço de R$ 700 a R$ 1.099 e de R$ 1.100 a R$ 1.199 continuaram se destacando no segundo trimestre de 2018, com crescimento de 5% e 47% em relação aos mesmos meses do ano passado, respectivamente”, comentou Renato Meireles, analista de mercado em Mobile Phones & Devices IDC Brasil.

Os aparelhos Android ficaram mais populares de um trimestre para o outro. Foram vendidos 10,765 milhões de smartphones com o sistema do Google nos primeiros três meses do ano, enquanto em abril, maio e junho as vendas alcançaram 10,977 milhões. Já os modelos da Apple sofreram queda, passando de 605 mil para 437 mil vendas.

A IDC aponta que o mercado de smartphones deve fechar o ano com 46 milhões de aparelhos vendidos, uma queda de 2,9% em relação a 2017, quando foram comercializados 47,7 milhões de aparelhos.

Imagem do topo: Alessandro Feitosa Jr/Gizmodo Brasil