Um voo da British Airways foi de Nova York a Londres em apenas quatro horas e 56 minutos, atingindo velocidades de 1.327 km/h. Uma nova tecnologia? A volta do Concorde? Nada disso. O Boeing 747 foi beneficiado por condições climáticas extremas: os fortes ventos da tempestade Ciara.

O voo 112 da companhia aérea britânica British Airways decolou do Aeroporto Internacional John F. Kennedy, em Nova York (EUA), às 18h47 de sábado (8), na hora local. Ele pousou no Aeroporto Heathrow, em Londres (Inglaterra), às 4h43 de domingo (9), também na hora local. Descontada a diferença de cinco horas entre os fusos horários, foram apenas quatro horas e 56 minutos de voo — um novo recorde para um avião subsônico.

Buscadores de passagens aéreas estimam que o trajeto costuma levar seis horas e 50 minutos. Ou seja, foi uma bela economia de tempo.

Os voos de Nova York para Londres costumam tirar proveito das correntes de jato, mas a tempestade Ciara intensificou o fenômeno. Segundo o meteorologista Brandon Miller, da CNN, os ventos chegaram a 320 km/h.

Outros dois voos que fazem este mesmo trajeto também tiveram sua duração encurtada graças a isso. Os voos 4 e 46 da Virgin Atlantic levaram, respectivamente, quatro horas e 57 minutos e cinco horas. Ambos usam aeronaves Airbus A350-1000, que, segundo a empresa, têm apenas dois motores e gastam a metade do combustível do Boeing 747, que usa quatro.

O tempo é um recorde para voo subsônico — antes disso, um voo da Norwegian Air tinha feito o mesmo trajeto em cinco horas e 13 minutos. Segundo fontes ouvidas pelo New York Times, apesar de ter atingido uma velocidade maior que a do som, que é de 1.224 km/h, o voo não é considerado supersônico por ter quebrado essa barreira com ajuda das condições meteorológicas.

Nos tempos da operação do Concorde, que atingia até o dobro da velocidade do som, este mesmo percurso era feito em cerca de três horas e meia, mas a aeronave tinha capacidade para transportar apenas 100 passageiros, contra 400 do Boeing 747. Além disso, os altos preços afastavam o viajante médio. O Concorde acabou aposentado em 2003.

Apesar de ter dado uma “carona” para estes voos dos EUA para a Inglaterra, a tempestade Ciara vem causando transtornos e mortes para a Europa. Três pessoas já morreram por causa dela, e outras ficaram feridas. Além disso, voos e viagens de trem foram canceladas na França, Bélgica e Reino Unido.

[Gizmodo ES, New York Times, CNN]