O Windows 10 já foi instalado em mais de 27 milhões de PCs, e agora está pronto para mais dispositivos. Em abril, a Microsoft liberou a primeira prévia do Windows 10 IoT Core; agora, ela lançou a versão final, feita para o pequeno computador Raspberry Pi 2.

Como explica a Microsoft, o Windows 10 IoT Core é voltado para dispositivos pequenos que podem ou não podem ter telas.

Trata-se de uma versão simplificada: ele não tem Cortana, nem menu Iniciar, nem mesmo uma área de trabalho – você interage apenas com o app universal que o desenvolvedor criar para o dispositivo.

O Windows 10 IoT Core é gratuito, mas requer um PC rodando a versão mais recente do Windows 10. Você envia comandos para o dispositivo através do Visual Studio 2015 (disponível em versão gratuita).

O IoT Core é compatível com o Raspberry Pi 2, um computador portátil de US$ 35: ele tem processador quad-core de 900 MHz da Broadcom, 1 GB de RAM, e armazenamento por microSD. (Ele também roda uma versão especial do Ubuntu.)

O sistema também é compatível com a placa MinnowBoard Max, com processador Intel Atom e 2 GB de RAM; ela custa US$ 139.

Além disso, o Windows 10 é o primeiro sistema operacional certificado para a plataforma Arduino. Através de bibliotecas de código aberto, um dispositivo Arduino pode executar comandos em um app universal para Windows, e acessar qualquer hardware e sensor de um dispositivo com Windows 10.

O desenvolvedor pode criar apps para o IoT Core usando as linguagens C++, C#, JavaScript e Visual Basic; também há suporte para Node.js e Python.

Com isso, você pode criar projetos como esta mesa automática de hóquei de ar:

Ou este pequeno rover controlado à distância:

Ou até mesmo esta porta que destranca ao ver o seu rosto:

Você pode encontrar mais projetos de código aberto no Hackster.io. Para baixar o Windows 10 IoT Core, basta ir até o Dev Center.

[Microsoft via The Next Web]