As empresas de tecnologia estão cada vez mais interessadas no setor automotivo, e algumas querem dar um passo além e colocar suas marcas nos veículos. A mais nova a pegar carona nessa tendência é a Xiaomi, de acordo com informações da imprensa chinesa.

Por enquanto, o projeto estaria apenas em fase de planejamento e seria liderado pelo CEO da empresa, Lei Jun. O Gizmochina lembra que Jun visitou Elon Musk nos EUA duas vezes lá em 2013, e desde então pensa no assunto. O projeto para um carro elétrico da Xiaomi, chamado de Micar, teria começado em 2018. Agora, parece que ele finalmente obteve aprovação para prosseguir.

Não é a primeira vez que a Xiaomi se aproxima do setor de veículos elétricos. Como observa o TechNode, a empresa já fez um investimento de US$ 400 milhões na fabricante chinesa Xpeng Motors. A Xpeng entregou 27.041 veículos em 2020, uma pequena fatia do mercado de carros elétricos da China, que alcançou 1,37 milhão de unidades vendidas, um crescimento de 11% em relação ao ano anterior.

Assine a newsletter do Gizmodo

A Xiaomi não é a única empresa do setor de tecnologia a querer fazer carros com a sua marca. O Vision-S, da Sony, foi apresentado na CES 2020 e já está em testes na Europa. Também há cada vez mais notícias sobre o carro elétrico da Apple. O Apple Car seria produzido pela Hyundai ou por sua subsidiária Kia — se as duas empresas conseguirem chegar a um acordo, o que parece estar bem difícil.