A Xiaomi deixou o Brasil en 2016 e recentemente anunciou sua volta ao mercado nacional, numa parceria com a DL Eletrônicos. Agora, além da venda de produtos oficiais online, a marca chinesa abriu neste sábado (1º) sua primeira loja física no país, que fica no Shopping Ibirapuera, em São Paulo.

Apesar de a marca ser conhecida pelo smartphones com boas especificações e a preços acessíveis (a companhia já é a quarta do mundo em participação de mercado), a loja da Xiaomi conta com mais de cem itens. Estamos falando aqui de pulseira para medir atividade física (Mi Band), patinete elétrico, escova de dente elétrica, mochila, mala de viagem, lâmpada inteligente, e mais um monte de cacarecos.

O que chama a atenção na Mi Store, além do visual CLARAMENTE inspirado numa loja de uma empresa cujo logo é uma maçã, é que ela é democrática. Dando uma passeada, deu para ver desde produtos de R$ 25 (um fidget spinner) até uma bicicleta elétrica dobrável de R$ 9.000.

Como ocorre em outros países, a inauguração da loja em São Paulo contou com um monte de fãs da marca — a fila estava quase dobrando o quarteirão do Shopping Ibirapuera. Não só pelos produtos em si, mas também pelos preços. Na estreia, o Redmi Note 7 sai por R$ 1.299 (64 GB + 4 GB de RAM) e o Mi 9 (128 GB + 6 GB de RAM) sai por R$ 2.799, mas as unidades são limitadas. O preço normal desses aparelhos é R$ 1.699 e R$ 3.999, respectivamente.

Fila na MiStore BrasilEssas são as primeiras 80 pessoas da fila; acesso estava sendo liberado aos poucos, dado o alto número de consumidores. Crédito: Guilherme Tagiaroli/Gizmodo Brasil

A última vez que presenciei algo do tipo foi nas abertura das lojas da Apple no Brasil que, mesmo com preços altos, sempre atraiu gente pra caramba. Com a Xiaomi e sua legião de fãs, não poderia ser diferente.

Voltando à loja, ela segue o padrão que a Apple tornou popular. Tem mesas e prateleiras de madeira por toda a parte com os produtos expostos. Vários atendentes ficam espalhados para explicar e fazer demonstrações. Algo que achei interessante é que, na seção de fones de ouvido, tem sempre uma unidade solta para teste — assim, você consegue checar na hora se o produto é bom ou não.

A empresa diz que vai vender mais de cem itens na loja física. De antemão, digo que não deu para ver tudo, mas aqui vão alguns preços de produtos que estão à venda na Mi Store de São Paulo:

SMARTPHONES
Redmi Go – R$ 799,99
Redmi 7 – R$ 1499,99 (3 GB + 32 GB)
Redmi 7 – R$ 1699,99 (3 GB + 64 GB)
Redmi Note 6 Pro – R$ 1699,99 (4 GB + 64 GB)
Redmi Note 7 – R$ 1.299 (4 GB + 64 GB) – preço promocional
Mi 8 Lite – R$ 2499,99 (4 GB + 64 GB)
Mi 8 Lite – R$ 2999,99 (6 GB + 128 GB)
Pocophone F1 – R$ 2999,99 (6 GB + 128)
Mi 9 – R$ 2799 (6 GB + 128 GB) – preço promocional

ACESSÓRIOS E OUTROS ITENS
Amazfit Pace – R$ 1299,99
Amazfit Bip – R$ 699,99
Mi Band 3 – R$ 199,99
Balança corporal – R$ 359,99
Mi Box S – R$ 649,99
Repetidor de Wi-Fi – R$ 69,99
Câmera de ação Mi Action 4K – R$ 1.199,99
Patinete elétrico M365 – R$3999,99 – autonomia de 30 km
Guarda chuva inteligente – R$199,99
Escova de dente inteligente -R$ 329,99
Powerbank 10.000 mAh Power 2qs – R$ 149,99
Mouse sem fio – R$119,99
Fone de ouvido type-C – R$ 169,99

Não consegui comparar os preços com equivalentes de outras marcas, mas uma coisa é certa: a loja da Xiaomi tem opções para tudo quanto é bolso. Se você curte minimamente gadgets e estiver pela região, vale muito dar uma volta na loja, pois no mínimo você vai achar alguma coisa que você curta ou que queira dar de presente para alguém.