A Amazon anunciou nesta quarta-feira (12) que o seu serviço de marketplace começou a funcionar no Brasil. Isso significa que pessoas físicas e jurídicas podem vender livros novos e usados na plataforma. A empresa já está trabalhando com alguns parceiros, como grandes editores e sebos, e agora conta com 100 mil títulos a mais, alcançando a marca de 250 mil obras disponíveis em português.

• STF decide que e-books e e-readers ficarão livres de impostos
• Parece que a Amazon vai mesmo trazer o Audible para o Brasil

O modelo já funciona há bastante tempo nos Estados Unidos e, segundo a Amazon, tem como objetivo expandir o catálogo. No Brasil, a Estante Virtual atua nesse modelo desde 2005. Para quem está acostumando a comprar no site nacional da Amazon, pouco muda. Ao entrar na página de um livro, você verá a opção do eBook e da capa comum; logo abaixo dos preços, há uma lista com valores cobrados por outros vendedores.

O livro 2001: Uma Odisseia no Espaço, por exemplo, custa R$ 43,03 pela Amazon. Outras três lojas estão vendendo a partir de R$ 42,00 e há uma versão usada por R$ 33,00. Clicando no link, dá para conferir a condição da peça – nesse caso, “excelente estado” – e as informações do vendedor.

2001

Ao comprar de um terceiro, o cliente estará coberto pela chamada “Garantia de A a Z”, que assegura a entrega do produto de acordo com a descrição do site. Se o consumidor receber o item errado, em uma condição diferente da anunciada ou fora do prazo de entrega prometido, a empresa poderá devolver integralmente o valor pago. Vendedores com reclamações constantes e com muitas pendências serão removidos da plataforma.

Para quem vende, existem duas opções: individual e profissional. No primeiro caso, são cobrados R$ 2,00 por item vendido e comissão de 10% por transação. Já no profissional, não existe a taxa por item, mas há mensalidade de R$ 19,00 (gratuita nos três primeiros meses) e a comissão de 10% por transação. Os vendedores profissionais contam ainda com autonomia na definição de fretes diferenciados por região do país, tabela de pedidos e atualização por API

É possível ainda vender os livros no exterior (Estados Unidos, Canadá e México), por meio da conta unificada. Para começar, é preciso ter um CPF ou CNPJ válido, conta de e-mail, conta bancária e cartão de crédito, e depois é só fazer um cadastro no site da Amazon.

Imagem do topo: Mike Seyfang/Flickr