O Windows 10 vai chegar a todos os usuários a partir do dia 29, e por isso atualizei meus computadores pessoais para o novo sistema, para descobrir se a migração a partir do Windows 8 pode ser maravilhosa ou terrível. Um deles é meu PC de mesa para jogos; o outro é meu laptop Lenovo ThinkPad X240.

>>> Quais recursos seu PC vai ganhar (e perder) ao atualizar para o Windows 10

Eu instalei o Windows 10 no meu laptop e fiquei surpreso em como a transição não teve problemas. Bem, agora estou tendo alguns problemas.

Tudo começou muito bem. Passei a maior parte do meu segundo dia com o Windows 10 apenas trabalhando no meu ThinkPad recém-atualizado, sem perceber nada demais com minha rotina habitual. Eu conversei com meus colegas no Slack, escrevi e editei posts no Chrome etc., quase da mesma forma que eu fazia no Windows 8.

Além disso, os novos gestos de interface no Windows 10 são fantásticos. Percebi que estou usando esses gestos o tempo todo, para lidar com a tela relativamente pequena do meu ThinkPad.

Windows 10 - dia dois (1)

Meu laptop X240 tem uma touchscreen de 12,5 polegadas e resolução 1366 x 768. Em outras palavras, não tem muito espaço. Mas, como você pode ver acima, uma pilha desordenada de janelas não é problema, porque eu sempre posso encontrar o que estou procurando.

E se eu arrastar uma das janelas para o lado (ou pressionar Win + esquerda), o novo sistema operacional me ajuda a organizar essa bagunça.

Windows 10 - dia dois (2)

Digamos que eu quero deixar o laptop aberto em 180 graus, de forma plana, e só usar a touchscreen – algo que eu às vezes faço no sofá ou na cama. Há um botão Modo Tablet que eu posso tocar com o polegar (honestamente, há muitos botões assim) na Central de Ações que se abre ao deslizar da borda direita.

Toque nele, e tudo o que está na interface ficará em tela cheia, e a maioria de seus itens na barra de tarefas desaparece, para que você não toque neles acidentalmente enquanto estiver usando os dedos. (Se quiser, você pode exibir esses botões indo nas configurações.)

Windows 10 - dia dois (3)

Eis o que acontece se você tem um aplicativo aberto ao ativar o modo tablet:

Windows 10 - dia dois (4)

E se você tem duas janelas abertas lado a lado antes de ativar o modo Tablet, você não vai perder nenhuma delas: na verdade, você pode redimensioná-las em tempo real, arrastando um divisor.

Windows 10 - dia dois (5)

Dito isto, arrastar janelas pela touchscreen ainda não é tão fácil como deveria ser. Muitas vezes, eu errava a borda de uma janela com o meu dedo e acabava redimensionando. É estranho para mim que o Windows 10 no meu laptop de US$ 800 não seja melhor em arrastar janelas do que um Chromebook Flip de US$ 280.

E mesmo no modo tablet, os ícones de volume e bateria são muito pequenos para tocar de forma confiável com um dedo. Por alguma razão, estas coisas não são duplicadas no painel da Central de Ações, então você precisa usar esses ícones. Não encontrei uma forma fácil de torná-los maiores.

Windows 10 - dia dois (4)

Graças à Cortana, nem sempre botões são necessários. É possível apenas falar com seu computador e (por exemplo) pedir-lhe que desligue o Bluetooth. Passei uma boa meia hora apenas pedindo à Cortana para me contar piadas, converter moedas, definir lembretes, e aguentar o meu senso de humor.

OK, eu prometi a você um pouco de dor. Onde o Windows 10 está realmente me incomodando? Bem, eu descobri que a rolagem de dois dedos com o meu touchpad não funciona mais no Chrome. Eu tenho certeza que isso funcionou no dia em que eu atualizei, e isso ainda funciona em qualquer outro lugar: no navegador Microsoft Edge (que também faz um ótimo pinch-to-zoom, aliás), Evernote, meus arquivos, entre outros. Mas no Chrome, não. E a solução que as pessoas sugerem nos fóruns de suporte do Google não funciona.

Depois, quando eu estava processando alguns arquivos RAW no Adobe Photoshop (que pareceu migrar normalmente), o computador inteiro ficou terrivelmente lento. Eu não conseguia mover o cursor do mouse, e as letras não apareciam quando eu pressionava as teclas. Eu já editei inúmeros arquivos RAW nesta mesma máquina rodando Windows 8, e nunca foi tão ruim assim.

Eu abri o gerenciador de recursos e vi que o processador e o disco rígido estavam ambos em 100%, mas eu não me lembro de isso acontecer no Windows 8. Não sei se o Windows 10 está apenas deixando o Photoshop usar totalmente os recursos do sistema, ou se ele simplesmente funciona pior quando está sobrecarregado.

Outra coisa que está me irritando é a forma como o Windows 10 insiste para que você use seus novos aplicativos. Quando eu comecei a atualização, havia uma tela de configurações que me perguntava se eu queria usar os novos apps Fotos, Filmes e Programas de TV, e o navegador Microsoft Edge. Estupidamente, eu disse sim; a opção de alterar isso fica relativamente escondida – não tem o formato de um botão, é um pequeno texto no canto inferior esquerdo. Aí, cada imagem que eu abria era exibida no Fotos vez do Irfanview.

No entanto, como notou meu colega Chris Mills – que também está testando o Windows 10 – mesmo se você disser que não quer usar esses apps do sistema, ele ainda vai questionar os seus padrões anteriores para essas escolhas. Vai aparecer uma janela: “Tem certeza mesmo de que você quer continuar usando o Google Chrome, em vez de mudar para o Microsoft Edge?”

Windows 10 - dia dois (2)

Felizmente, há uma caixa de seleção. E você pode simplesmente digitar “padrão” na barra de pesquisa para encontrar a seção de programas padrão do painel de controle, e corrigir esses problemas.

No computador de mesa

A parte mais frustrante de atualizar para o Windows 10, no entanto, não foi no meu laptop (até agora): o meu PC que montei para jogos está me dando mais problemas. É uma torre ATX de tamanho completo com processador Intel Core i5-2500K, placa de vídeo Nvidia GeForce GTX 970, uma placa-mãe ASUS P8Z68 Pro-V (com Bluetooth embutido), um drive SSD, três discos rígidos, três monitores, e diversos periféricos.

Mais uma vez, fiquei impressionado em como ele atualizou a partir do Windows 8.1 sem problemas. Todos os meus apps, todas as minhas configurações, todos os ícones na minha área de trabalho estavam exatamente onde os deixei em todos os três monitores. Até mesmo as minhas notas adesivas estavam intactas. E ele lembrou a posição exata dos meus três monitores, apesar de eu manter dois deles na horizontal e um deles na vertical (eu leio muitas páginas da web e uso o Tweetdeck), e apesar de eles não estarem conectados à minha placa gráfica na ordem certa!

Mas, ainda assim, desde o começo, ficou claro que o upgrade não seria tão suave como no meu ThinkPad. O Windows passou por alguns erros imediatamente, dizendo que alguns programas obscuros do sistema precisavam de alguns arquivos cruciais para rodar. Meu mouse Razer Mamba só funcionou quando eu o desliguei e conectei de novo ao computador. Quando eu comecei a arrastar aplicativos para as laterais das telas, eu via falhas gráficas momentâneas em todos os três dos meus monitores. Talvez eu precise reinstalar o driver da placa de vídeo?

O Windows 10 não reconheceu minha impressora de rede, só quando eu apaguei completamente todos os drivers e baixei um pacote de instalação da Samsung. Estou surpreso que o Windows 10 não conseguiu adicioná-la a partir do menu “Adicionar uma impressora”, quando o Windows 8 não teve problemas com isso. Foram uns 15 minutos para consertar isso, mas eu geralmente sei o que estou fazendo – não é o caso para todos os milhões de usuários do Windows ao redor do mundo.

E depois temos o Adobe Photoshop e Premiere, que migraram sem problemas para o Windows 10 no meu laptop, mas não no meu desktop. Sempre que eu tento iniciá-los, o Windows me diz que isso não é possível, pois há arquivos DLL que estão faltando. Poxa. Eu reinstalei ambos, e eles ainda não funcionam. Eu acho que eu vou ter que encontrar essas DLLs. (O Google me diz que elas são, provavelmente, parte de um pacote redistribuível Visual C++.)

Meu colega Chris está usando o Windows 10 em um computador de mesa que ele montou, e não teve grandes problemas: ele usa duas placas GTX 970 e não teve falhas gráficas; e o mouse MadCatz funciona muito bem, assim como uma solução improvisada para fazer um teclado sem fio da Apple funcionar no Windows.

No entanto, o Photoshop está devorando mais recursos que o normal: Chris normalmente termina um dia de trabalho com dez guias de imagem abertas no programa, o que não deve ser um problema – ele tem 32 GB de RAM, afinal. Mas nesta compilação do Windows, o Photoshop domina os recursos, deixando o sistema operacional inteiro lento de uma maneira que nunca vimos antes.

Enfim, estou impressionado com o Windows 10 até agora, mas a migração foi menos indolor do que eu pensava, e ainda preciso resolver alguns problemas.

No próximo texto, vou comentar minha experiência com jogos em meu desktop com o novo sistema.